ABCC Promove difusão de informações técnicas

Nos dias 28 e 29 de agosto próximo, será realizado no Auditório da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte a III Reunião técnica da ABCC – Associação Brasileira dos Criadores de Camarão. Para essa reunião, foram convidados como palestrantes o biólogo Frederico Baby Cox da Aquafauna Biomarine, que falará sobre sistemas de tratamento de água salgada e alimentos para larvicultura e maturação; Vera Porto do Ministério da Agricultura e Abastecimento e, Raul Madrid do IBAMA que falarão sobre legislação e autorização para importação de espécies exóticas vivas.

Também estará em Natal, Alexandre Wainberg carcinicultor proprietário do Sítio São Félix em Goianinha – RN, especialista na área ambiental, que falará sobre a carcinicultura e sua interferência no meio ambiente. Segundo Roberto Barbieri presidente da ABCC, alguns assuntos terão enfoque especial durante a reunião, entre eles a obtenção do SIF para pequenos produtores, um assunto da mais alta importância também para os carcinicultores.

O ingresso da ABCC para a GAA – Global Aquaculture Alliance (Aliança Global para a Aqüicultura) será outro tema. A Aliança, é um grupo criado a nível mundial para fornecer suporte técnico e ajudar a esclarecer a população do planeta sobre o impacto da aqüicultura no meio ambiente, avaliando seus benefícios e prejuízos.

A Aliança é financiada por associações e empresas privadas relacionadas tanto com a produção quanto com o consumo de organismos aquáticos no mundo, e pretende defender os interesses através de esclarecimentos de caráter científico. Através da Aliança será criado uma campanha junto aos produtores no sentido de orientá-los para que adotem práticas ecologicamente corretas, mecanismo este que possibilitaria a criação de um Selo Azul que distinguiria o produtor em sua postura eclogicamente correta em relação aos demais.

A ABCC ao ingressar na GAA como entidade co-fundadora, assumiu um compromisso de participar financeiramente com US$ 10.000, acreditando no benefício que esta medida trará aos seus associados, estando esse valor sendo rateado entre seus membros, chamados a contribuir com a quantia de US$ 400 cada.