ABRAT Comemora 15 anos de lutas e conquistas

(texto fornecido pela ABRAT)


Prestigie a truta brasileira Sabor, saúde e lazer, que gera trabalho aqui!

Durante 15 anos a ABRAT – Associação Brasileira de Truticultores manteve vivo o seu propósito de congregar as pessoas comprometidas com a cadeia produtiva da Truta e da aqüicultura. Criada em 20 de maio de 1987 como uma Sociedade Civil, sem fins lucrativos, filiada a ABRAq – Associação Brasileira de Aqüicultura e ABRACOA – Associação Brasileira de Criadores de Organismos Aquáticos, sempre esteve comprometida com o fomento do cultivo de trutas em nosso país, a difusão e geração de conhecimento, bem como com a promoção da truta brasileira cultivada. Suas primeiras iniciativas como associação foram o estudo da melhor composição da ração para trutas e a compra conjunta de ração comercial, ítem de relevada importância no orçamento de uma truticultura, representando cerca de 60% dos custos de produção.

Nestes 15 anos de existência, as primeiras dificuldades não abalaram a Associação. À frente de suas lutas, a ABRAT teve como presidentes os truticultores João Luiz Sauer, Oscar Kastrup Filho e Cláudio Schimidt. Atualmente preside a Associação, Terezinha Carneiro, reeleita no último ENA – Encontro Nacional da ABRAT com a diretoria de Afonso Celso Vivolo, Eleandra Plosch, A. Gilberto Fernandes, Wilson London, Marcos Van Rombeck, Neusa Takahashi, Hamilton Silveira e Carlos Muller.

Obrigada a procurar novas formas de incrementar o cultivo de trutas em nosso país, e visando a ampliação do mercado interno e da produção, a ABRAT tem hoje como seus maiores desafios o desenvolvimento integrado do Agronegócio da truticultura e a cooperação interna para produzir e oferecer a melhor truta certificada. Seu esforço em promover o cooperativismo entre os truticultores resultou na criação de Coordenações Regionais.

• Sudeste 1 – RJ/ ES • Sudeste 2 – SP/ MG • Sul – RS/ SC/ PR

Superando diversos entraves e, mantendo o firme propósito de atuar como interlocutora dos produtores de truta junto a iniciativa privada ou representantes do governo, a ABRAT sempre agiu com preocupação ambiental. Para isso, articulou produtores do Sul e Sudeste, produziu e divulgou conhecimento através de boletins, circulares e pesquisas como a Fotobio, uma importante conquista para os truticultores, já que através de uma parceria com o CNPq e a empresa privada, possibilita o estudo para se conseguir uma maior freqüência anual da produção de alevinos.

Com ações reinvidicatórias junto aos associados, soube aproveitar todas as oportunidades para promover a truta brasileira, participando de encontros nacionais, regionais e locais, de forma a integrar governo e sociedade. Ciente da importância de boas parcerias para se manter ativa, a ABRAT fez questão de estimular e estreitar o contato com importantes entidades. Hoje, a ABRAT se orgulha de manter “velhos amigos”, verdadeiros aliados entre suas conquistas, com destaque para o Instituto de Pesca – SP; a EPAGRI – Empresa de Pesquisa Agropecuária–SC; a Revista Panorama da AQÜICULTURA; o CNPQ, Prefeituras, o DPA/MAPA, PNDPA – Programa Nacional de Pesca Amadora – EMBRATUR e IBAMA, CAV – Centro Agroveterinário Lages, entre tantos outros.

Enquanto a Associação comemora seu amadurecimento, reafirma seu papel político representativo como interlocutor dos sócios e truticultores na interface com os outros parceiros do setor na promoção de políticas públicas cooperadas. Brinda o fato de a truta ser o primeiro peixe a concluir a Plataforma do Agronegócio, protocolo de ações integradas internas e externas, com visão dos próximos 5 anos, baseada na Carta da Truta 2000, com apoio do Governo Federal.

A ABRAT agradece a todos que, direta ou indiretamente contribuiram para os avanços da truticultura brasileira e para a Associação, especialmente à Yara Aiko Tabata, Marcos Rigolino, Neusa Takahashi, Ricardo Tsukamoto, J. Luis Sauer, Jorge Alves, Ubirajara Tim, Raul Madrid, Carlos Eduardo Proença e Grupo Gestor da Plataforma. ABRAT 15 anos – Patrimônio a ser preservado, alavanca para o enfrentamento solidário dos desafios do mundo globalizado.

Truta Brasileira

Consumir peixe duas vezes por semana só faz bem:é recomendação médica e de pesquisas para uma longa vida saudável.

A truta se destaca como um dos peixes mais apreciados no mundo, inspirando pratos simples, práticos ou sofisticados, sendo importante na alimentação semanal de crianças e adultos, ou como lazer através da sua pescaria.Sua presença nos rios atrai turistas e é importante indicador da qualidade ambiental.

Além de outros valores nutricionais, a truta, peixe de águas frias e límpidas, contém naturalmente ômega 3, ácido graxo que previne acidentes cardíacos, depressão, stress e favorece o desenvolvimento da inteligência na infância.

ABRAT – Associação Brasileira de Truticultores, Rua João José Godinho, 420 – sala1, Bairro Guadalupe, Lages – SC CEP 88506-150, Fone/Fax: (49) 222 – 6285 www.abrat.org.br