Acre registra crescimento de 14% na piscicultura, informa associação nacional

Por Nayanne Santana 

A Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) divulgou no Anuário Peixe BR 2018 que o Acre registrou, de 2016 para 2017, crescimento de 14% na produção de piscicultura.

“Isso demonstra que as ações de fomento a piscicultura no Acre, iniciadas na gestão do governador Tião Viana, como a construção de tanques em todo o Estado e assistência técnica ofertada pelo governo, estão trazendo resultados positivos para essa cadeia produtiva. Ganha o produtor, que tem mais renda e o consumidor que tem mais uma opção de proteína, além da carne bovina e suína”, comemora o secretário de Produção Familiar, João Thaumaturgo Neto.

Segundo a publicação da Peixe BR, o Acre produziu 8 mil toneladas de peixes cultivados em 2017. O anuário destaca ainda que a Superintendência Federal da Agricultura e Pecuária no Acre (SFA) revelou que o estado tem cadastrados 2.162 piscicultores licenciados.

Outro fator essencial para impulsionar a cadeia produtiva do peixe no estado é a consolidação do trabalho realizado pelo Complexo de Piscicultura, composto pelo Centro de Criação de Alevinos, Indústria de Processamento e Frigorífico e, a Fábrica de Ração.

“A Peixes vende o alevino para os piscicultores. Esses piscicultores levam esses alevinos para seus tanques, atuam na engorda com ração produzida na Peixes e revendem esse peixe para a indústria e outros fornecedores. O que a indústria compra é processado no frigorífico e vendido para redes do mercado externo e interno”, explica Inácio Moreira, presidente da indústria.

Por safra, na Peixes da Amazônia são produzidos em torno de 1,5 milhão de alevinos da espécie pintado, 300 mil de tambaqui e entre 150 e 300 mil de pirarucu.

João Thaumaturgo Neto ressalta que na cadeia produtiva da piscicultura  o governo do Acre, desde 2011, investiu na construção de 5.355 tanques de criação de peixes. Além disso, foram construídos o Complexo de Piscicultura do Vale do Acre, a Unidade de Piscicultura do Vale do Juruá que possuí um núcleo de produção de alevinos e um frigorífico, “Os dois projetos somam investimentos de R$ 138 milhões”, conclui o gestor.

Fonte: Agência de Notícias do Acre
http://www.agencia.ac.gov.br/acre-registra-crescimento-de-14-na-piscicultura-informa-associacao-nacional/