Brasileiros comparecem ao 25º aniversário da Sociedade Mundial de Aqüicultura – WAS ’94

Nova Orleans que, embalada pelos acordes do rio Mississipi, tomou-seconhecida mundialmente como a capital mundial do Jazz, abrigou, de 12 a 18 de janeiro, a reunião anual da Sociedade Mundial de Aqüicultura World Aquaculture Society que este ano comemorou seu 25° aniversário.

fig.pag13-21

Para apagar as velinhas estiveram presentes 1.600 participantes de todo o mundo sendo que destes, 20 eram brasileiros, principalmente estudantes de doutorado nos EUA (4), de mestrado no Brasil (2), profissionais radicados nos EUA (3), Equador e Japão, representantes da iniciativa privada (6), que dedicaram especial interesse à feira de produtos para aqüicultura e pesquisadores (4), que apresentaram trabalhos, entre eles Sérgio Zimmermann da UFRGS, único brasileiro a fazer uma apresentação oral de seu trabalho.

A feira de produtos reuniu 150 expositores, desde universidades e associações até as principais empresas fabricantes e fornecedoras dos mais modernos equipamentos. Klaus e Rodolfo Bernauer, da Bernauer Aquacultura, presentes ao evento sentiram, todavia, a necessidade de mais tempo para se visitar a exposição pois, as 15 horas distribuídas ao longo dos três dias da feira foram por eles consideradas insuficientes.

LOUISIANA

Os congressistas puderam visitar a sede da W AS na Universidade de Louisiana e seu laboratório com 2.500 m2, concluído em 1992 por um custo de 3 milhões de dólares, com seu banco de sêmen.

Outra visita levou os parti-cipantes para fazendas de catfish, crawfish e jacarés a nordeste de New Orleans. Segundo os irmãos Bernauer, a produção destas propriedãdes gira em tomo de 6.000 kg!ha/ano e a curiosidade, entretanto, fica por conta da ausência de monges nos viveiros. É que a água desses viveiros não podem retomar a n’atureza. Desta forma, os aqüicultores mantêm um aerador paddle wheel de 1 HP por acre e repoem somente a água perdida poi evaporação e infiltração.

O estado da Louisiana é atualmente líder na aqüicultura norte-americana. Mais de 46.500 hectares são dedicados ao cultivo de crawfish, 5.800 hectares são dedicados ao catfish e o cultivo de ostras ocupa hoje uma área de 145.700 hectares, além de outras espécies de peixes, jacarés, tartarugas, etc. O impacto econômico anual da aqüicultura do estado da Louisiana é de 200 milhões de dólares fornecendo 7.000 empregos diretos.

FITA

Mas nem tudo foi perfeito no evento. Apesar de ter participantes de todo o mundo, somente após o segundo dia do evento, após inúmeras reclamações, foi providenciada a tradução simultânea para o espanhol, mesmo assim mediante pagamento de 25 dólares/ dia.

A Bernauer Aquacultura informa que adquiriu as fitas gravadas das principais palestras do W AS ’94 e que já estão sendo traduzidas. Muito breve, estarão a disposição dos interessados em adquirí-las.