CAUNESP: Um Centro de Referência na Aqüicultura Brasileira

Instalações do Centro de Aqüicultura da Unesp em Jaboticabal-SP

Ao longo das últimas décadas, a aqüicultura brasileira passou por diversas fases do seu desenvolvimento que, ao fim, resultaram em um aumento considerável na produtividade de muitos organismos aquáticos cultivados. Grande parte desse desenvolvimento, no entanto, se deve às pesquisas universitárias básicas, que possibilitaram a adoção de novas técnicas de produção, reprodução e nutrição das muitas espécies que hoje povoam os inúmeros viveiros do nosso País.

Criado em 1988, o CAUNESP – Centro de Aqüicultura da Universidade Estadual Paulista é um dos centros de referência da aqüicultura brasileira, responsável por inúmeras contribuições ao setor produtivo nacional, além de ter formado um expressivo número de profissionais que hoje ocupam postos-chaves, tanto na iniciativa privada como na área governamental.


A Universidade Estadual Paulista – Unesp tem uma característica singular, por se distribuir em 15 cidades do Estado de São Paulo. O CAUNESP – Centro de Aqüicultura da Unesp é uma unidade complementar criada com o objetivo de integrar docentes de diferentes unidades universitárias para possibilitar a geração e a difusão de conhecimentos referentes à biologia, cultivo e processamento de organismos aquáticos, bem como da estrutura e funcionamento dos recursos hídricos. Participam do CAUNESP, a Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias do campus de Jaboticabal, também sede do Centro; o Instituto de Biociências do campus de Rio Claro; o Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas do campus de São José do Rio Preto; a Faculdade de Ciências do campus de Bauru; e, do campus de Botucatu a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, a Faculdade de Ciências Agronômicas e o Instituto de Biociências que, ao todo, somam 3.573 m2 de laboratórios e mais de 131 viveiros externos com um total de 44.594,24 m2.

A Profa. Elisabeth Criscuolo Urbinati é a atual diretora do CAUNESP, que conta ainda com uma equipe composta por cerca de quarenta docentes e um corpo próprio de técnicos e pesquisadores que desenvolvem pesquisas de ponta, principalmente através de projetos integrados, o que torna o Programa de Pesquisa em Aqüicultura e Biologia de Organismos Aquáticos um dos mais conceituados e em ampla expansão no Brasil.

Pós-graduandos conduzindo experimento com peixes ornamentais em Jaboticabal-SP
Pós-graduandos conduzindo experimento com peixes ornamentais em Jaboticabal-SP
As Instalações

A sede do CAUNESP se encontra no campus de Jaboticabal, localizado a 180 km de Bauru, 220 Km de Botucatu, 180 km de Rio Claro, 150 km de São José do Rio Preto e a 350 km da cidade de São Paulo. Ocupa uma área de doze hectares, incluindo laboratórios, biblioteca, núcleo de informática, salas de aula, salas de estudo, de pesquisadores e de reuniões, além de viveiros, berçários e estufas. Neste campus estão localizados os setores de piscicultura, ranicultura e carcinicultura, além dos laboratórios de reprodução, larvicultura, nutrição, patologia, limnologia, aqüicultura intensiva, produção de plâncton, biologia de crustáceos, eco-toxicologia, fisiologia, morfologia e embriologia de peixes. São cerca de 3500 m2 de laboratórios e mais de 100 viveiros externos.

Estão instalados no campus de Rio Claro um setor de cultivo de jacarés e laboratórios de cultivo de crustáceos, biologia pesqueira, ecologia aquática, bio-acústica, biologia de peixes e anfíbios. No campus de Botucatu estão localizados o setor de piscicultura com laboratório de nutrição de peixes e mais outros 13 laboratórios, incluindo processamento de rações, processamento de pescado, limnologia, genética, fisiologia, morfologia, comportamento animal, ecologia de peixes e biologia de crustáceos. Outro setor de piscicultura e laboratórios de sistemática e biogeografia de peixes de água doce, e de reprodução estão instalados no campus de São José de Rio Preto, e em Bauru, estão abrigados os laboratórios de limnologia e de morfologia de peixes.

Todos os núcleos de pesquisa estão informatizados e interligados em rede, e têm a disposição caminhonetes e barcos para o desenvolvimento de trabalhos de campo, acessos à Internet e endereços eletrônicos individuais, uma infra-estrutura sólida que dá sustentação ao Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura da CAUNESP. Iniciado em 1990, o Programa é o único que tem doutorado no País e atualmente possui nota 4 no CAPES (a nota máxima é 6). A meta, ao término de 2003, é alcançar a nota 5 e, em 2007, alcançar a nota máxima. Este ano o CAUNESP conta com 37 alunos de mestrado e 53 de doutorado e, de janeiro a julho, já tinham sido defendidas 13 dissertações e sete teses. Além disso, a média de trabalhos publicados pelos alunos do Programa de Pós-graduação é de 2,4 trabalhos/aluno.

Os conhecimentos gerados pelos alunos têm chegado ao público através do Programa de Extensão do CAUNESP. Segundo o Prof. João Batista Kochenborger Fernandes, são inúmeras as consultas técnicas que o Centro recebe, provenientes de diversos setores da sociedade, entre eles, empresários rurais e agricultores.

Viveiros e instalações do laboratório de carcinicultura em Jaboticabal-SP
Viveiros e instalações do laboratório de carcinicultura em Jaboticabal-SP
Encontro

Em 17 e 18 de julho foram realizados no campus de Jaboticabal a VI Reunião do Centro de Aqüicultura da Unesp e o I Encontro de Pós-graduandos do CAUNESP, com o objetivo de integrar de forma científica e social as diferentes unidades do Centro. Uma exposição de pôsteres (foto) mostrou os projetos de pesquisa ora em andamento, estimulando a troca de informações e o surgimento de idéias e pesquisas multidisciplinares. No primeiro dia, cada um dos responsáveis pelos Laboratórios do CAUNESP apresentou a sua linha de pesquisa e as facilidades disponíveis.

Exposição de pôsteres mostram projetos de pesquisa em andamento
Exposição de pôsteres mostram projetos de pesquisa em andamento

No CAUNESP também funciona o GEAQUA – Grupo de Estudos em Aqüicultura, fundado em 2001 com o objetivo de aperfeiçoar os conhecimentos da área aqüícola, integrar os alunos e discutir os assuntos de interesse geral. Segundo Adriana Miñoz-Ramirez, doutoranda do Centro, o GEAQUA se reúne quinzenalmente podendo discutir temas específicos, ou mesmo para que alunos possam fazer apresentações de estágios e projetos, além de poderem fazer treinamentos para as aulas de qualificação e defesa, onde o grupo avalia contribuindo com sugestões. Atualmente, entre os alunos do Centro podem ser encontrados alunos do Peru, Bolívia, Colômbia, Argentina, Japão entre outros.

Participantes da VI Reunião do CAUNESP.
Participantes da VI Reunião do CAUNESP

Os interessados em ingressar nos cursos de pós-graduação devem visitar a página do CAUNESP no endereço www.caunesp.unesp.br, telefonar para (16) 3203-2110 ramal 214 ou escrever para o e-mail: [email protected]