CONBEP 2011 – Engenheiros de Pesca realizam mais um evento de sucesso

Com o tema “Construindo o Desenvolvimento Sustentável do Setor Pesqueiro Nacional”, foi realizado, de 27 de novembro a 1 de dezembro, o XVII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca – CONBEP, que ocupou o maravilhoso espaço arquitetônico do Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, na acolhedora cidade de Belém do Pará. O CONBEP 2011 foi muito bem organizado e certamente cumpriu com o seu objetivo de congregar estudantes e profissionais do setor da pesca e da aquicultura de todas as partes do país, para que juntos pudessem repensar e discutir a produção pesqueira no Brasil. O sucesso do evento de Belém só foi possível graças ao forte apoio do Governo do Estado do Pará, CNPq, CAPES, Sebrae e a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Pará (FAPESPA).



O CONBEP 2011
 foi uma realização da Associação dos Engenheiros de Pesca dos Estados do Pará e Amapá (AEP-PA/AP), Federação das Associações dos Engenheiros de Pesca do Brasil (FAEP-BR), Associação Brasileira de Engenharia de Pesca (ABEP), Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE/PA.

A solenidade de abertura do XVII CONBEP ocorreu no domingo, dia 27 de novembro e contou, entre várias autoridades, com a presença do Secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção do Estado do Pará, Sr. Sidney Rosa, representando o governador do Estado do Pará, e o Secretário de Monitoramento e Controle da Pesca e Aquicultura do MPA, Eloy de Sousa Araújo, representando o Ministro Luiz Sérgio, da Pesca e Aquicultura. O destaque, porém, foi o pronunciamento do professor da Universidade Federal do Pará (UFPA) e presidente da Comissão Executiva do XVII CONBEP, Dioniso de Souza Sampaio, que enfatizou a importância do Estado do Pará no cenário nacional da produção de pescado, onde ocupa o segundo lugar na produção oriunda da pesca extrativa artesanal marinha. A pesca, destacou, é a principal atividade em praticamente todos os 143 municípios paraenses. Ainda em seu pronunciamento, o professor Dioniso Sampaio manifestou o seu desejo de que a realização do CONBEP no estado viesse a constituir um divisor de águas para o desenvolvimento da pesca e aquicultura, já que a ausência de infraestrutura e a diversidade de problemas tornam bem mais complexo o desafio de estruturar essas atividades no Estado do Pará. Dioniso Sampaio salientou que o CONBEP 2011 estava sendo realizado num contexto de muitas conquistas e comemorações do setor pesqueiro do país: os 40 anos dos cursos de Engenharia de Pesca no Brasil; e os 42 anos do desenvolvimento da Extensão Pesqueira no Brasil, além da consolidação do Ministério da Pesca e Aquicultura.

O CONBEP 2011 integrou de modo simultâneo à sua programação científica, o III Encontro de Ostreicultura do Nordeste Paraense; o II Workshop de Cultivo do Pirarucu; o I Seminário do Caranguejo-Uçá no Pará; o I Fórum do Setor Pesqueiro Paraense; I Simpósio Brasileiro de Pesca Esportiva e a Expo CONBEP, que reuniu empresas e instituições, estaduais e nacionais.

A moderna arquitetura do Centro de Convenções Hangar acolheu os congressistas
A moderna arquitetura do Centro de Convenções Hangar acolheu os congressistas

A Nutreco Fri-Ribe (www.fri-ribe.com.br), pioneira no Brasil no setor de nutrição animal esteve presente ao evento, com estande na Expo CONBEP. A Fri-Ribe foi uma das empresas apoiadoras do congresso.

O estande da Revista Panorama da AQÜICULTURA foi um dos mais visitados e mais uma vez proporcionou a interação entre leitores de diferentes estados. O papo rolou solto, a ponto de ter sido possível testemunhar o nascimento de uma parceria para a realização de um importante projeto, que um dia certamente vai virar notícia em nossas páginas. Muitos colaboradores e representantes das empresas parceiras também passaram para um papo informal com o biólogo Jomar Carvalho Filho, editor da revista. A procura pelos DVDs contendo as 62 edições publicadas nos últimos 10 anos da Panorama da AQÜICULTURA foi tão grande, que todo o estoque levado para Belém esgotou-se nos primeiros dias do evento.

O biólogo e editor da Panorama da AQÜICULTURA recebeu no estande da revista, seus amigos, leitores e colaboradores
O biólogo e editor da Panorama da AQÜICULTURA recebeu no estande da revista, seus amigos, leitores e colaboradores

O CD contendo os Anais do CONBEP 2011 trouxe uma ótima novidade para quem apresentou trabalhos no congresso: já sendo distribuído com o registro na Biblioteca Nacional, onde recebeu o ISSN 2237-7204.

Os cursos de Engenharia de Pesca estão presentes em 12 dos 17 estados costeiros brasileiros (SC, PR, BA, SE, AL, PE, RN, CE, PI, MA, PA e AP) e em dois não costeiros (AM e RO), com elevada concentração nas Regiões Norte e Nordeste. No conjunto, estes cursos já graduaram até 2009 um total de 2.805 Engenheiros de Pesca, 75% deles oriundos das duas instituições pioneiras – Universidade Federal Rural de Pernambuco e a Universidade Federal do Ceará. O sistema CONFEA/CREA, porém, registrou oficialmente que, em 2011, apenas 1.316 Engenheiros de Pesca estavam em dia com a entidade de classe.

1.774 participantes compareceram ao CONBEP 2011 que contou com mesas redondas e apresentação de trabalhos técnico-científicos, além de diversos minicursos teóricos. Foram apresentados um total de 627 trabalhos. Esses números mostram um crescimento e um enorme interesse. No evento anterior, realizado dois anos antes em Natal, no Rio Grande do Norte, compareceram 1.256 congressistas e foram apresentados 426 trabalhos.

Paulo Afonso, na Bahia, foi a cidade escolhida para sediar o CONBEP 2013. Os Congressos Brasileiros de Engenharia de Pesca são realizados a cada dois anos, desde 1979, e contam com a participação de profissionais brasileiros e estrangeiros interessados na área de recursos pesqueiros e aquicultura. No evento de Belém do Pará a cidade que sediará o evento de 2013 foi votada, e a maioria dos presentes escolheu a cidade de Paulo Afonso, na Bahia, localizada numa das mais prósperas áreas com a vocação para o cultivo de tilápia em tanque-rede. A data exata para a realização do próximo congresso será divulgada brevemente em abril, durante a solenidade de lançamento oficial do evento.

Professor Masayoshi Ogawa, um dos homenageados do CONBEP 2011 pela sua vida dedicada a formação dos engenheiros de pesca no Brasil, ladeado por ex-alunos e admiradores
Professor Masayoshi Ogawa, um dos homenageados do CONBEP 2011 pela sua vida dedicada a formação dos engenheiros de pesca no Brasil, ladeado por ex-alunos e admiradores

O engenheiro de pesca Elizeu Augusto de Brito foi eleito para mais um mandato à frente da Federação Nacional dos Engenheiros de Pesca – FAEP-BR. Em chapa única, Elizeu foi reeleito para cumprir um novo mandato, que agora passou a ser de quatro anos (2012/2015). Elizeu Augusto de Brito destacou que neste segundo mandato irá lutar para que a FAEP-BR volte a ter assento no Conselho Nacional das Entidades do Sistema Confea/Crea (CDEN), por entender que desta forma a Engenharia de Pesca será inda mais fortalecida no país.

A Universidade Federal Rural do Semiárido – UFERSA se destacou no evento, tendo diversos trabalhos científicos apresentados por seus alunos. Dentre eles o trabalho do estudante Clarence Idawald Gibson Ovil Junior, intitulado “Rendimento em Cortes e Composição Química do Beijupirá (Rachycentron canadum) Cultivado em Tanque Escavado”, que ficou em primeiro lugar dentre os 107 trabalhos submetidos na área de Tecnologia do Pescado.

Merece destaque a palestra “Educação ambiental aquática para crianças e adolescentes: uma experiência do Japão que deu certo no Brasil”. Nela foram apresentados os resultados do Projeto Pró-Pirá, uma bem sucedida parceria costurada pela JICA (Agência de Cooperação Internacional do Japão), que uniu o Município de Inhangapí (PA) à Provícia de Kagoshima, no Japão. Coordenado pelo médico veterinário e extensionista da Emater – PA, Kenji Oikawa, o projeto leva às crianças do município importantes conhecimentos sobre a vida dos peixes e outros animais aquáticos da Bacia do Rio Inhangapí gerando uma surpreendente resposta dos grupos locais envolvidos. Mais informações pelo e-mail: [email protected]

O professor da UFERSA, Alex Augusto Gonçalves, proferiu a palestra “Uso de altas pressões no processamento de moluscos e crustáceos” e apresentou seu livro “Tecnologia do Pescado: Ciência, Tecnologia, Inovação e Legislação”.

Dentre as apresentações orais da área de Tecnologia do Pescado mereceu destaque o trabalho “Elaboração de barra de cereais a base de algas”, apresentado pelo aluno Ítalo Maia, também da UFERSA.

A edição do CONBEP 2011 contou com a participação do Instituto Ambiental Brasil Sustentável (IABS). Representando o Instituto estiveram presentes no evento Rui e Thiago Trombeta que ministraram duas palestras: “Pesca em Comunidades Costeiras” e, “Regularização Ambiental da Ostreicultura no Pará”, baseada em um trabalho realizado pelo SEBRAE/PA.

A seção de pôsteres em 2011 foi a mais concorrida de toda a história dos CONBEPs
A seção de pôsteres em 2011 foi a mais concorrida de toda a história dos CONBEPs

Foram também apresentados seis resumos de trabalhos científicos do IABS, tratando dos seguintes temas: Aspectos Ambientais da Ostreicultura do Litoral Nordeste Paraense; Avanços, Dificuldades, Melhorias e Expectativas da Ostreicultura na Visão do Produtor de Ostras do Litoral Nordeste Paraense; Aspectos Socioeconômicos dos Ostreicultores do Litoral Nordeste Paraense; Mapeamento Institucional para a Regularização da Ostreicultura no Estado do Pará; e, Perfil das Associações dos Produtores de Ostras do Pará.

O Simpósio Nacional da Pesca Esportiva realizado no CONBEP 2011 teve como objetivo principal divulgar a atividade e promover a discussão sobre os principais obstáculos ao desenvolvimento sustentável da pesca esportiva amadora.

A Panorama da AQÜICULTIRA presenteou com uma assinatura anual da revista, os autores que apresentaram os melhores trabalhos expostos no XVII CONBEP, julgados por uma comissão de alto nível especialmente constituída para esse fim. São eles:

. 1º lugar na área Extensão pesqueira
Autor que apresentou: Ygor Yuri Pereira Silva
Título do trabalho: “Perfil socioeconômico das mulheres envolvidas na atividade de catação e comercialização do caranguejo-uçá ” (Ucides cordatus, linnaeus, 1763) no Município de Quatipuru – PA
Demais autores: Silva1, Y. Y. P.; Nascimento, A. L. O.; Quadros, J. R. F.; Morais, A. J. A.; e, Lima, F. A.
. 1º lugar na área Tecnologia do pescado
Autor que apresentou: Clarence Ildawald Gibson Ovil Junior
Título do trabalho: “Rendimento em cortes e composição química do beijupirá” (Rachycentron canadum) cultivado em tanque escavado”.
Demais autores: Junior, C.I.G.O.; Rebouças, L.O.S.; Dantas Neto, A.B.; Sales, T.M.O.; e, Gonçalves, A.A.
. 1º lugar na área Aquicultura
Autor que apresentou: Saymon Matos da Costa
Título do trabalho: “Avaliação do implante de transponders internos em tambaquis para identificação e monitoramento de reprodutores”
Demais autores: Bentes-Sousa, A. R.; Martins Jr., H.; Corrêa, R.; Costa, S. M.; Monteiro, T. P. S.; Reis, F. S. S.; e, Barros, I. B. A..
. 1º lugar na área Pesca e tecnologia pesqueira
Autor que apresentou: Paulo Parente Lira Cavalcanti
Título do trabalho: “O desembarque de lagosta viva e a recuperação do conceito e do valor da lagosta brasileira”
Demais autores: Cavalcante, P. P. L; Neves, S. S.; e, Furtado Neto, M. A. A.
. 1º lugar na área Ecologia aquática e oceanografia
Autor que apresentou: Diego Maia Zacardi
Título do trabalho: “Comunidade ictioplanctônica em lagos de várzea na reserva de desenvolvimento sustentável Mamirauá, Amazonas, Brasil
Demais autores: Fonseca, A. L. S.; Costa, S. M.; Queiroz, H. L.; Zacardi, D. M.; Nakayama, L.; e, Bittencourt, S. C. S.