Contagem regressiva para a Fenacam’23

Há 18 anos se construindo como o mais importante evento da carcinicultura brasileira, a Fenacam – Feira Nacional do Camarão – chega à sua 19ª edição em 2023 trazendo como tema central de seus trabalhos “A interiorização da carcinicultura marinha brasileira e seus reflexos na melhoria do perfil socioeconômico rural”.  A rica programação técnica, científica, comercial e gastronômica acontecerá entre os dias 14 e 17 de novembro no Centro de Convenções de Natal, no Rio Grande Norte, onde também poderá ser visitada, durante todo o período, uma feira repleta de novidades tecnológicas e científicas para empreendimentos aquícolas.


Organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), a Fenacam’23 engloba o XIX Simpósio Internacional de Carcinicultura; XVI Simpósio Internacional de Aquicultura; XIX Sessões Técnicas e Científicas (Aquicultura e Carcinicultura); XIX Feira Internacional de Equipamentos, Produtos e Serviços para Aquicultura e XIX Festival Gastronômico de Frutos do Mar. Os simpósios contarão com 46 palestras de renomados convidados do Brasil e do exterior. Nas sessões técnicas, além de três importantes aulas magnas, haverá a apresentação de mais de uma centena de trabalhos técnicos científicos, nas modalidades oral e pôster. Na feira, aguarda-se a presença de mais de 120 empresas nacionais e estrangeiras para expor o que há de mais moderno em tecnologias, equipamentos, insumos e boas práticas de cultivo, genética e sanidade para o setor.

Leia também: Dada a largada para a Fenacam’23 novembro próximo em Natal – RN

Convocação aos pequenos e micro produtores 

Presidente da ABCC, Itamar de Paiva Rocha anuncia com orgulho a presença na Fenacam’23 de pesquisadores e profissionais renomados de países como Alemanha, Austrália, Equador, Estados Unidos, México, Noruega, Peru, Tailândia e Vietnã, trazendo contribuições científicas e técnicas importantes sobre a realidade da carcinicultura em outras paragens. E ele convoca os produtores de peixe e camarão, especialmente os micro e pequenos, a participarem do evento: “Vocês constituem parte significativa da cadeia produtiva desse segmento no país, e para vocês a Fenacam’23 oferecerá atrações e incentivos voltados para atender suas demandas, apresentando uma ampla e diversificada programação técnica e comercial, de forma didática, que funcionará como importante ferramenta de atualização e capacitação para suas atividades”, afirmou.

Importante ressaltar que todas as palestras proferidas em inglês ou espanhol terão tradução simultânea para o português, de forma a eliminar barreiras para o entendimento e a interação do público com os palestrantes.

Leia também: Reprodutores: o marco zero na sanidade em piscicultura

A abertura da Fenacam’23 acontecerá no dia 14 de novembro, terça-feira, às 19h30. De quarta a sexta-feira a programação segue com os simpósios na parte da manhã (de 8h30 às 13h) e as sessões técnicas na parte da tarde (14h às 18h). A feira funcionará sempre de 14h às 22h. E o Festival Gastronômico acontecerá diariamente no horário do almoço, contando com a participação de restaurantes especializados na culinária potiguar de frutos do mar, com ênfase no camarão marinho e a tilápia de cultivo.

Brinde especial: um evento dentro de outro

Uma parceria do comitê organizador da Fenacam’23 com a Blueconet (www.blueconet.com), rede bilateral Brasil-Alemanha de sustentabilidade da aquicultura, brindará os participantes da feira com mais um evento super especial: o “Inova Carcinicultura Summit”. Em um auditório exclusivo no Centro de Convenções de Natal, os congressistas interessados poderão acompanhar – na tarde do dia 15 de novembro – cinco horas de programação exclusiva direcionada ao setor produtivo, conectando-os diretamente com boa parte dos players da carcinicultura nacional e alemã.

O programa se dividirá em quatro eixos temáticos: genética e larvicultura; sistemas de cultivo em águas interiores e litorâneas; sanidade; mercado. Os alemães apresentarão a trajetória de inovação dos sistemas de cultivo em recirculação realizados em seu país. E ao fim das exposições haverá uma mesa redonda com espaço para perguntas e respostas, com o objetivo de promover amplo debate sobre os temas abordados.

O Rio Grande do Norte te espera em novembro!

Leia também: Olhar as evidências e enxergar além das aparências