Criada a associação brasileira de criadores de Quelônios – ABCQ

A RITU – Rede de Incubadoras de Tecnologia da Universidade do Estado do Pará, promoveu em março passado o I Seminário sobre Criação de Tartaruga da Amazônia em Cativeiro, onde técnicos, criadores, empresários e estudantes debateram a criação, reprodução, manejo, alimentação, abate e comercialização de quelônios criados em fazendas. No evento, que contou com a presença de mais de 300 participantes, foram discutidas ainda, a capacitação empresarial, linhas oficiais de crédito para a quelonicultura, proteção ambiental, perspectivas da aqüicultura e preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

A avaliação das normas sobre a criação e comercialização de quelônios em cativeiro resultou na criação da ABCQ – Associação Brasileira de Criadores de Quelônios, com sede em Belém do Pará, que tem entre seus objetivos congregar todas as Associações Estaduais de Criadores de Quelônios – AECQ existentes ou que venham a ser fundadas. A ABCQ quer também incentivar e fomentar a criação de quelônios em cativeiro, de forma a expandir e desenvolver a quelonicultura e assim inibir atitudes consideradas lesivas ao meio ambiente.

A nova associação elegeu Antonio Erlindo Braga, proprietário da Fazenda Inhamuns, localizada no Município de Benevides – PA e com criadouro de 40.000 tartarugas da Amazônia, como presidente da ABCQ, para o biênio 2001-2003. As correspondências para a ABCQ dever ser enviadas para Trav. Enéas Pinheiro, nº 2626, Belém – Pará, CEP 66095-100 Tel: (91) 276-1526, 276-4101, Fax (91) 276-0283, E-mail: [email protected]