Cultivo de tilápia é tema de ciclo de debates no Paraná

270 pessoas garantiram o sucesso do “Ciclo de palestras Sobre Sistemas de Cultivo de Tilápias no Mundo e Aplicações à Piscicultura Paranaense” ocorrido de 28 a 30 de abril último nas cidades de Assis Chateaubriand e Toledo.

Os grandes destaques do evento foram os convidados estrangeiros David Little, pesquisador do AIT – Asian Institute of Techonology de Bangkok, Tailândia e Leonard Lovshin da Universidade de Auburn nos EUA.

Enquanto David Little veio pela primeira vez ao Brasil especialmente para este evento, Lovshin deverá aqui permanecer até o final deste ano na ESALQ-USP em Piracicaba – SP, realizando atividades de ensino e pesquisas.

A vinda de David Little ao Paraná é parte do convênio entre o AIT e a EMATER-PR, SEAB, UFRGS/ULBRA e Alevinopar – Associaçao de Produtores de Alevinos do Paraná, quando foram trazidas tilápias-do-Nilo puras do estoque Thai (Chitralada).

Foram realizados cursos de treinamento na tecnologia de incubação artificial de tilápias, processo desenvolvido por Little no AIT, que garante taxas de reversão superiores a 98%. Esta técnica, inclusive, já está sendo comercialmente utilizada no projeto das Fazendas Araucária/Belmonte no Paraná com resultados da fase de incubação até superiores aos obtidos na Ásia.

O interesse de David Little pela piscicultura paranaense culminou com sua permanência na região por mais dois dias além do previsto para visitar fazendas, unidades processadoras e cortumes de peixes da região.

Também participaram como palestrantes diversos pesquisadores e extensionistas do Estado do Paraná que visitaram recentemente vários países da Ásia em programas de intercâmbio da SEAB e EMATER, sobretudo com a China, Tailândia, Israel e Filipinas. Além dos representantes da piscicultura paranaense, foram convidados para relatar suas experiências os professores Fernando Kubitza da ESALQ-USP, Sergio Zimmermann da UFRGS/ULBRA, Heden M. Moreira da UEM e os Coordenadores do Programa Nacional de Aqüicultura Ana Paula L. Prates e José Roberto Borghetti, que proferiu, paralelamente ao Ciclo de Palestras, a aula inaugural do Curso de Engenharia de Pesca da UNIOSTE.