Editorial – edição 28

Jomar33

A ranicultura brasileira cresce dia-a-dia e gera tecnologia genuinamente nacional, alimentada por um grande grupo de pesquisadores que vêem nesta atividade mais uma boa opção zootécnica para os produtores rurais brasileiros.
Para esclarecer essas e outras questões relativas a atividade, convidamos o Professor Samuel Lopes Lima, da Universidade Federal de Viçosa, um dos grandes expoentes da ranicultura nacional, que nos fala, em detalhes, de todas as fases do cultivo da rã-touro e nos concede um franco bate-papo na nossa seção de entrevistas.

Abrimos as páginas também para André Brügger, oceanólogo e consultor, com experiência em cultivos de peixes marinhos para traçar um breve histórico da atividade e a real situação atual da piscicultura marinha brasileira.

Nesta edição ainda, um estudo preparado pelos alunos do curso de pós-graduação em aqüicultura, que nos relatam os impactos causados pela pesca de camarões marinhos e as possibilidades de mitigar esses danos através da carcinicultura.

Aproveitamos esse espaço editorial para nos solidarizar com os criadores de camarões marinhos do Rio Grande do Norte, vítimas recentes de assaltos a seus viveiros, praticados por quadrilhas especializadas, certamente acobertadas, estimuladas e geradas pela impunidade reinante em nosso país. À todos aqueles que acreditam no trabalho honesto e ainda se indignam com a violência, uma boa leitura. Os Editores

Os Editores