Engenheiros de Aqüicultura já podem solicitar registro no CREA

O Presidente do CONFEA – Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, Marcos Túlio de Melo, assinou em 30 de julho último, a Resolução 493 que autoriza os Creas – Conselhos Regionais, a registrarem os participantes do curso de Engenharia de Aqüicultura, portadores de diplomas registrados ou revalidados. A Resolução entende que o curso de Engenharia de Aqüicultura da Universidade Federal de Santa Catarina foi reconhecido pela Portaria n° 2.105, de 5 de agosto de 2003, do Ministério da Educação, e que o profissional dele egresso está qualificado para dominar a prática e a teoria da aqüicultura relacionada à pesquisa, à transferência de tecnologia, à elaboração e avaliação de planos e projetos, à execução de projetos e à administração de empreendimentos aqüícolas.

Em seu artigo dois, a Resolução Confea diz que “Compete ao Engenheiro de Aqüicultura o desempenho das atividades 1 à 18 do art. 1º da Resolução nº 218, de 29 de junho de 1973, referentes ao cultivo de espécies aqüícolas, construções para fins aqüícolas, irrigação e drenagem para fins de aqüicultura, ecologia e aspectos de meio ambiente referentes à aqüicultura, análise e manejo da qualidade da água e do solo das unidades de cultivo e de ambientes relacionados a estes, cultivos de espécies aqüícolas integrados à agropecuária, melhoramento genético de espécies aqüícolas, desenvolvimento e aplicação da tecnologia do pescado cultivado, diagnóstico de enfermidades de espécies aqüícolas, processos de reutilização da água para fins de aqüicultura, alimentação e nutrição de espécies aqüícolas, beneficiamento de espécies aqüícolas e mecanização para aqüicultura.”