EUA consumiram 400 mil toneladas de tilápia em 2007

Mercado norte-americano mostra-se cada vez mais promissor para a tilápia


O mercado da tilápia continua de vento em popa nos EUA, com as importações alcançando as 170 mil toneladas em 2007, é o que informa o relatório da Globefish/FAO. Levando em consideração um fator de conversão de 2,85 para os filés, esse total pode representar 400 mil toneladas de tilápia inteiras, o que coloca os EUA como o segundo maior mercado mundial para este peixe, após a China. A novidade, porém, fica por conta do grande crescimento do mercado para filés congelados e da perda de terreno dos peixes inteiros congelados.

 

Importação de tilápia pelos EUA, por produto (em 1000 toneladas)
Importação de tilápia pelos EUA, por produto (em 1000 toneladas)

As tilápias provenientes da China foram excluídas das checagens que o FDA (Food and Drug Administration) faz nos pescados importados. Aparentemente o governo norte-americano considera que o cultivo desse peixe está menos sujeito ao uso das substâncias proibidas. Como resultado as exportações de tilápia da China para os EUA continuaram a crescer no segundo semestre de 2007, ao contrário dos demais pescados. Nos primeiros onze meses do ano as exportações chinesas alcançaram 108 mil toneladas, 19% a mais que no mesmo período de 2006.

 

Importação de tilápia pelos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)
Importação de tilápia pelos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)

FILÉ CONGELADO – A China domina as importações norte-americanas de filé de tilápia congelado, sendo responsável por 90% do total consumido. As exportações chinesas desse produto cresceram cerca de 42% nos primeiros 11 meses do ano, se comparadas com o mesmo período de 2006. A Indonésia ocupa um distante segundo lugar.

Importação de filé de tilápia congelado nos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)
Importação de filé de tilápia congelado nos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)

Os preços dos filés congelados de tilápia saíram do fundo do poço, depois de quedas contínuas acontecidas ao longo dos últimos anos. Atualmente os preços estão subindo, ainda que modestamente. Uma diminuição no tradicional “groundfish market” combinado com a queda na entrada, a partir de julho, dos bagres vindo da China, criou um bom ambiente para promover o aumento dos preços dos filés congelados de tilápia. Os filés maiores alcançaram US$ 2.10/libra (ou US$ 4.60/kg) em janeiro de 2008, tendo saído dos US$ 1.95/libra (ou US$ 4.20/kg) que marcou o meado de 2007.TILÁPIA INTEIRA CONGELADA – A China mantém o domínio do mercado norte-americano de tilápia inteira congelada, tendo até expandido um pouco a sua participação, que atualmente beira os 70%. Entretanto, segundo os especialistas, há uma clara tendência de diminuição da presença da tilápia inteira e congelada no mercado, com sinais já sendo percebidos nas exportações chinesas desse produto, que já apresentam declínio.

Importação de tilápia inteira congelada nos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)
Importação de tilápia inteira congelada nos EUA por país de origem (em 1000 toneladas)

FILÉ FRESCO – O filé fresco de tilápia faz parte de um segmento de mercado diferenciado, razão pela qual atinge quase o dobro do preço do filé congelado. É um mercado dominado pelos países latino-americanos, que têm a seu favor a relativa proximidade dos EUA, o que reduz sobremaneira o custo do frete e o tempo para que o produto, mantido em gelo, chegue até o seu destino final. Os filés frescos atendem, principalmente, o mercado de restaurantes, enquanto os filés congelados atendem a indústria de processamento, na ponta da cadeia onde os preços são mais baixos.

 

Nos primeiros 11 meses de 2007 as importações de filés frescos cresceram 15% sobre o mesmo período de 2006. Este fato deveu-se, principalmente, à retomada da produção da Costa Rica depois dos problemas relacionados a doenças no final de 2005 e início de 2006. O Equador e Honduras também relataram aumento nas exportações para os EUA em 2007. Os preços dos filés frescos de tilápia subiram ao longo de 2007. Apesar disso, alguns exportadores, como o Brasil, encontraram um mercado doméstico melhor, interrompendo suas exportações para o mercado norte-americano.

Expansão do mercado
Importação de filés frescos por país de origem (em 1000 toneladas)
Importação de filés frescos por país de origem (em 1000 toneladas)

O mercado norte-americano mostra-se cada vez mais promissor para a tilápia. Na recente e acalorada discussão na mídia norte-americana sobre o conteúdo de mercúrio nos peixes, envolvendo também os benefícios do consumo de pescado, a tilápia ganhou muito destaque e pontos a seu favor.
O Ministério da Saúde dos EUA (US Department of Health) afirmou que mulheres grávidas podem comer sem problemas a tilápia, bem como o arenque e um tipo de pescadinha local (whitefish), por cinco ou mais vezes durante a semana, baseado em porções para adultos (6 onças ou 170 gramas). Por outro lado, e como nada é perfeito, já existe discussões acerca da qualidade da água utilizada no cultivo da tilápia na China.
Ainda segundo o relatório da Globefish/FAO, os preços da tilápia e seus produtos tendem a crescer na medida em que os ingredientes para o preparo de ração têm ficado cada vez mais caros, e também porque a pescadinha (whitefish) está ficando cada vez mais escassa para o consumidor dos EUA.