Filés frescos de tilápia – EUA registram queda inédita no consumo

Os Estados Unidos registraram a entrada de 24.357 toneladas de filés frescos de tilápia em 2009. Esse volume é 6,6% menor, uma vez que a compra no mercado internacional em 2008 foi de 26.082 toneladas. Segundo especialistas, esta queda inédita nas crescentes importações de filés frescos por parte dos americanos foi ocasionada pela crise que afetou a economia do país. Os dados fazem parte de um estudo realizado pelo National Marine Fisheries Service, órgão que compila todas as importações de pescado dos EUA. O estudo mostrou também que em 2009 os EUA compraram do Brasil 264,2 toneladas de filés frescos de tilápia, volume avaliado em 1,89 milhões de dólares. Se comparada com as 509,1 toneladas importadas em 2008, a compra do produto brasileiro registrou uma queda de 48,1% em volume.

Ainda de acordo com os estudos do National Marine Fisheries Service, o Equador manteve-se no mesmo período, na liderança da exportação do produto para os EUA, com 9.060 toneladas de filés, avaliadas em 57 milhões de dólares, seguido de Honduras, Costa Rica, e Colômbia. Por se tratar de um produto fresco, transportado em gelo, a proximidade com os EUA faz com que os países da América Latina sejam os responsáveis por 99% das importações, ao contrário dos países asiáticos que dominam as importações de produtos congelados de tilápia.

Apesar da distância entre os dois países, Taiwan, que havia conseguido abastecer o mercado dos EUA em 2008 com 561,6 toneladas, foi o país que registrou a maior queda nas importações (63%), tendo comercializado apenas 207,9 toneladas em 2009. Curiosamente, apesar da queda vertiginosa no volume comercializado, os filés de tilápia taiwaneses obtiveram o maior ganho no valor unitário (34,9%).

Fonte: National Marine Fisheries Service, EUA
Fonte: National Marine Fisheries Service, EUA
China

A produção de tilápias na China se recuperou da crise vivida em 2008 e pode ter fechado o ano de 2009 com a marca de 1 milhão de toneladas produzidas. Segundo o Globefish (www.globefish.org), de janeiro a setembro do ano passado, a China já havia exportado um total de 176.500 toneladas de tilápias, sendo 91.600 toneladas para os EUA e 25.300 toneladas para o México. Apesar de ser um grande fornecedor de pescado para vários países, tendo exportado em 2009 um total de 10,7 bilhões de dólares em produtos pesqueiros, a China desponta também como um dos maiores compradores de pescado no mercado internacional. De acordo com o Ministério da Agricultura chinês, o país importou em 2009 o volume de 1,1 milhão de toneladas de produtos pesqueiros para consumo interno. Dentre os países que se destacaram nas negociações com a China estão a Rússia, Peru, EUA e Noruega, que em 2009 forneceu 280 mil toneladas de pescado. O consumo de produtos aquáticos per capita nesse país foi de 42,22 dólares em 2008 e, segundo a Federação da Indústria e Comércio de China, o crescimento do consumo é 10,2% ao ano.