Fortaleza se prepara para receber o XIV Conbep, o mais importante evento da Engenharia de Pesca no Brasil

Com o objetivo de promover a integração entre a produção científica e tecnológica e os vários setores que compõem a Engenharia de Pesca no Brasil, a Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Ceará – AEP/CE e a Federação das Associações dos Engenheiros de Pesca do Brasil – FAEP/BR, promoverão no período de 18 a 22 de outubro de 2005, em Fortaleza – Ceará, o XIV Conbep – Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, que neste ano apresentará como tema principal: “Novas Fronteiras para a Engenharia de Pesca – Biotecnologia e Aqüicultura”. Dessa forma, a importância da pesca e da aqüicultura como atividades voltadas para uma maior oferta de alimentos para o país, será focada intensamente nesse encontro que já se transformou no mais importante congresso da Engenharia de Pesca no país.

Segundo o Engo. de Pesca José Roberto Pinto Cavalcante, presidente da Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Ceará, o XIV Conbep é uma grande oportunidade de fortalecer as relações entre os profissionais, e por isso está sendo organizado para atrair a presença de expoentes da atividade, que abordarão, principalmente, os aspectos econômicos, sociais, ambientais e técnico-científicos, sob o ponto de vista do desenvolvimento da aqüicultura, da pesca e da tecnologia do pescado. Durante o próximo encontro em Fortaleza, serão destaques os grandes avanços e conquistas da produção de pescados no Brasil, como alimento, nos últimos anos do Século XXI.

A programação técnico-científica do XIV Conbep conta com trabalhos desenvolvidos por profissionais e estudantes de Engenharia de Pesca, bem como de áreas afins. Serão apresentados os resultados de pesquisas e extensão, desde a pesquisa básica, passando pela experimental, tecnológica e operacional. Mini-cursos ministrados por profissionais de renome nacional e internacional serão oferecidos aos participantes, que terão a oportunidade de tomar conhecimento da introdução das novas tecnologias para a produção e industrialização do pescado.

O evento espera atrair pequenos e médios aqüicultores, que poderão participar de uma programação intensa de palestras técnicas, que abordarão temas de interesse comum, principalmente no que diz respeito à produção de pescado e geração de emprego e renda, associados com a preservação dos recursos naturais.

O XIV Conbep espera ainda, mais uma vez, promover uma maior aproximação entre os profissionais e empresários do setor. Assim sendo, vai realizar a Expobep 2005, para que possam oferecer seus produtos e serviços ligados à atividade. As empresas interessadas em participar com estandes, devem entrar em contato com a “Companhia de Eventos”, pelo telefone: (85) 3241-3541 ou email: [email protected]

OBJETIVOS DO CONGRESSO– Divulgar as pesquisas desenvolvidas por profissionais e estudantes voltadas para a área de Engenharia de Pesca.
– Divulgar as importantes contribuições da atividade de Engenharia de Pesca no âmbito nacional como geradora de divisas para o país com exportações.
– Apresentar inovações tecnológicas na área de Engenharia de Pesca.
– Incentivar a aqüicultura como agronegócio com a implantação de projetos empresariais, respeitando a legislação ambiental.
– Apresentar planos e programas para o desenvolvimento rural sustentável.
– Divulgar as importantes contribuições da atividade de Engenharia de Pesca no âmbito nacional.
– Promover a pesca e aqüicultura como atividades produtoras de alimento, geradora de emprego e renda, além de divisas para o País com as exportações.
– Profissionalizar aqüicultores e pescadores, estabelecendo uma visão geral da cadeia produtiva.
– Divulgar as instituições de pesquisa e extensão como promotoras da cadeia de produção do conhecimento.
– Publicar as pesquisas desenvolvidas por profissionais e estudantes voltadas para a área de Engenharia de Pesca.
– Promover palestras dirigidas aos pequenos e médios produtores relacionando a produção de pescado com a preservação dos recursos naturais existentes.

PALESTRAS CONFIRMADAS NO XIV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA

Comércio Internacional na Tilapicultura
Kevin M. Fitzsimmons
Arizona University / EUA

A Utilização de Lipídios em Rações para Peixes
Ricardo Cavalcanti Martino
Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro
Presidente Lac-Was

Planejando e Administrando a Piscicultura
Sérgio Tadeu Jurovsky Tamassia
Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural
de Santa Catarina S.A

Patologia e Sanidade de Peixes
Nilton Garcia Marengoni
Unioeste

Estudos de Digestibilidade em Peixes
Luiz Edivaldo Pezzato
Fca-Unesp

Recentes Avanços na Tilapicultura Mundial
Sergio Zimmermann
Genomar e Ulbra

Larvicultura na Piscicultura Marinha: Espécies Potenciais.
Luis André Nasser de Sampaio
Fundação Universidade Federal do Rio Grande

Enfermidades e Biossegurança na Carcinicultura Marinha: 
Desafios e Perspectivas
Pedro Carlos Martins
Universidade Federal do Ceará – Labomar

Carcinicultura Brasileira: Problemas Atuais e Perspectivas Futuras
Enox Maia

Perspectivas da Carcinicultura de Água Doce
Wagner Cotroni Valenti
Caunesp

Carcinicultura Marinha e as Boas Práticas de Manejo
Alberto J P Nunes
Universidade Federal do Ceará – Labomar

Enfermidades em Moluscos Marinhos
Aimê Rachel
Departamento de Aqüicultura/Ufsc

Maricultura de Macroalgas no Brasil: Potencial Biotecnológico
Miguel Da Costa Accioly
Universidade Federal da Bahia

Cultivo de Macroalgas
Camilo Werlinger
Concepcion/Chile

Aplicação da Genética Molecular na Discriminação 
de Estoques Pesqueiros
Fabio Mendonça Diniz

Genética de Camarão Marinho Litopenaeus Vannamei
Patrícia Domingues de Freitas
Universidade Federal de São Carlos

Genética Aplicada a Aqüicultura: Carcinicultura
Rodrigo Maggioni
Universidade Estadual do Ceará

Lectinas de Algas Marinhas: Extração e Utilização Biotecnológica
Alexandre Holanda Sampaio
Universidade Federal do Ceará

Polissacarídeos Sulfatados de Algas Marinhas
Wladimir Ronald Lobo Farias
Universidade Federal do Ceará

Avaliação de Estoques Pesqueiros de Interesse Comercial
Rosangela Lessa
Universidade Federal Rural de Pernambuco

O Uso do Sensoriamento Remoto como Ferramenta de Apoio à Pesca: Da Captura à Gestão
Paulo Travassos
Universidade Federal Rural de Pernambuco

Dispositivos de Seletividade para a Pesca de Crustáceos e Peixes
Julio Garcia
Mar Del Plata/Argentina

Eutrofização de Lagos e Represas
Eduardo Von Sperling
Universidade Federal de Minas Gerais

Biodiversidade Marinha do Brasil
Tito Lotufo
Departamento de Engenharia de Pesca – Universidade Federal do Ceará

Bioindicadores da Qualidade Ambiental na Zona Costeira
Sigrid Neumann Leitão
Universidade Federal de Pernambuco

O Uso de Modelos Físico-Biológicos no Estudo do Transporte e 
Retenção de Ictioplancton em Regiões Costeiras e Estuarinas
Edmo Campos – Usp

Fenômenos Climatológicos e Hidrológicos e a sua 
Repercussão sobre a Limnologia dos Reservatórios
Nyamien Yahaut Sebastien
Unioeste

Aproveitamento e Beneficiamento de Peixes Amazônicos
Rogério de Jesus
Instituto de Pesquisas da Amazônia

Diagnóstico Sócio Econômico da Zona Costeira como 
Ferramenta para Políticas Públicas
Rogério César P. de Araújo
Universidade Federal do Ceará – Prodema

Políticas Públicas para a Aqüicultura
Antonio Ostrensky
Universidade Federal do Paraná

Investimentos Privados e Públicos para o Crescimento 
da Pesca e da Aqüicultura no Brasil
Tadeu Assad

Organização Política-Profissional do Engenheiro de Pesca
Roberto Pinto Presidente do Aep/Ce