IFC Amazônia: Pará recebe primeiro evento internacional da aquicultura e pesca da região amazônica

Belém do Pará será palco de um debate estratégico para a região que abriga a maior bacia hidrográfica do mundo. De 3 a 5 de dezembro, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, será realizada a primeira edição do IFC Amazônia – congresso internacional e feira de negócios com as principais empresas da cadeia de pesca e aquicultura.

As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas. Faça seu credenciamento no site: ifcamazonia.com.br

Com o apoio do Governo do Estado do Pará e das principais entidades do setor, o evento reúne lideranças dos estados e países que compõem a região amazônica, representantes de todos os elos da cadeia do pescado e especialistas nacionais e internacionais- que, juntos, vão discutir a produção aquícola e pesqueira como alternativa econômica viável e estratégica para a geração de emprego, renda e sustentabilidade da região.

Leia também: Reprodutores: o marco zero na sanidade em piscicultura

“O propósito do IFC AMAZÔNIA é abrir um novo canal de diálogo e ajudar a construir caminhos para uma economia sustentável e promissora. Queremos conectar empresários, pescadores, aquicultores, profissionais do setor, academia, instituições de pesquisa e investidores. O objetivo é contribuir com o enorme potencial de produção de proteína vinda da água, preservando a floresta e dando sustentabilidade para esta região tão rica. Estamos trabalhando para posicionar o Brasil entre os grandes players globais”, pontua o ex-ministro da pesca e presidente do IFC Amazônia, Altemir Gregolin.

Leia também: Tilápias em água verde ou barrenta? Desempenho, uso de água e “off-flavor”

A expectativa da comissão organizadora, composta por representantes do IFC Brasil, com apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca (SEDAP), é consolidar o IFC AMAZÔNIA como o maior evento internacional de peixes amazônicos e sustentabilidade do setor.

Oportunidades e desafios para os peixes amazônicos

Um dos grandes expoentes do setor pesqueiro e aquícola do país, o estado do Pará, sede do IFC Amazônia, tem o maior volume de água doce do mundo, além de importante litoral marítimo. A região é geograficamente estratégica, próxima ao canal do Panamá, que facilita a exportação para a Ásia, e também para a América do Norte.

“O estado tem um potencial extraordinário de produzir toneladas de peixes, nos tornando, inclusive, um dos maiores do país. Temos água doce, salgada e salobra em abundância. A Amazônia e o Pará vão receber de braços abertos todos aqueles interessados em compor conosco a produção de pescado e alavancar ainda mais a atividade no Brasil”, destaca o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do Pará, Giovanni Queiroz.

Leia também: Minerais orgânicos: ferramenta para nutrição de tilápias com maior precisão

A crescente demanda mundial por alimentos aparece no horizonte da aquicultura brasileira como uma responsabilidade e uma grande oportunidade, conforme aponta a CEO da Fish Expo no IFC Amazônia, Eliana Panty. “A proteína chave para alimentar o mundo é sustentável e virá da água. A população mundial chegará a 10 bilhões de pessoas até 2050, com 70% delas vivendo nas cidades, segundo previsão da Organização das Nações Unidas (ONU). É preciso aumentar a oferta de alimentos, preservando os recursos naturais, entre eles, a água para futuras gerações”, observa.

Programação

O IFC Amazônia trata de tendências e desafios para a produção e o consumo de pescado a nível mundial, apresentando cases de sucesso dos países da região Amazônica. Também discute os gargalos e estratégias para ampliar o acesso do pescado amazônico ao mercado nacional e internacional, rastreabilidade e certificação, bioeconomia, entre outros temas emergentes, nos três dias de Congresso.

Entre os conferencistas estão representantes da FAO, Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), Apex Brasil, Embrapa, Sebrae, Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), Sinpesca, bancos de fomento, universidades, além de especialistas nacionais e internacionais.

Leia também: O êxito da aquicultura colombiana

A programação completa estará disponível na segunda quinzena de outubro no site: https://ifcamazonia.com.br/.

Realização e apoio

O IFC Amazônia é realizado pelo IFC Brasil – International Fish Congress & Fish Expo Brasil. Tem o apoio do Governo do Estado do Pará; SEDAP (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca); MPA (Ministério da Pesca e Aquicultura); ABIPESCA (Associação Brasileira das Indústrias de Pescados); PEIXE BR (Associação Brasileira da Piscicultura); FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura); Sistema FAEPA/Senar; FEPA (Federação dos Pescadores do Pará); SINPESCA (Sindicato das Indústrias de Pesca dos Estados do Pará e Amapá); FEPA (Federação dos Pescados do Pará).