José Graziano está cotado para ocupar a presidência da FAO

Atualmente licenciado do cargo de Representante Regional da FAO para a América Latina e Caribe, o economista brasileiro José Graziano da Silva é visto como um dos favoritos na disputa ao cargo de presidente da FAO. O ex-ministro Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome no governo Lula, possui pós-doutorados em Estudos Latinoamericanos pela University College de Londres e em Estudos Ambientais pela Universidade da Califórnia, Santa Cruz e vários outros títulos acadêmicos. A eleição acontecerá na 37ª Conferência da FAO, de 25 de junho a 2 de julho deste ano, na Itália.

Os seis candidatos indicados pelos seus governos, estão listados a seguir em ordem alfabética por país: Franz Fischler (Áustria), José Graziano da Silva (Brasil), IndroyonoSoesilo (Indonésia), Mohammad Saeid Noori Naeini (República Islâmica do Irã), Abdul Latif Rashid (Iraque) e Miguel Angel Moratinos Cuyaubé (Espanha). O vencedor deve obter maioria simples de votos entre os 192 Estados-Membros da FAO. O mandato é de quatro anos, de 2012 a 2015, renovável por igual período. Se Graziano vencer a disputa, essa será a segunda vez que um brasileiro assume o posto. O primeiro foi o pernambucano Josué de Castro, de 1952 a 1957.