Lançamentos Editoriais – Edição 134

Piscicultura para principiante em Mato Grosso

“Piscicultura para principiante em Mato Grosso” é de autoria de Adair José de Moraes, veterinário, piscicultor e coordenador da cadeia produtiva da Piscicultura e Aquicultura do MT Regional, da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (SEDRAF). O autor revela que a ideia de escrever o livro surgiu devido à grande demanda de produtores em investir na piscicultura em Mato Grosso, uma cadeia produtiva considerada rentável, que segundo ele, dispõe de pouca informação técnica na Internet. O livro, com 236 páginas, possui linguagem simples, desenhos e tabelas que relatam o passo a passo para o futuro piscicultor, trazendo explicações dos procedimentos fundamentais para se iniciar nessa atividade. A publicação dividida em tópicos, dedica um capítulo ao resumo do panorama da piscicultura mundial, com enfoque na produção no Brasil e nas espécies mais exploradas no Mato Grosso. Aborda também os conhecimentos indispensáveis a um iniciante do setor, tais como a água e os sistemas de cultivo de peixes (extensivo, intensivo e super intensivo), atentando ainda sobre o planejamento de uma piscicultura, construção de viveiros escavados, além de dar noções sobre larvicultura. Informa também sobre a alimentação e nutrição dos peixes, abordando os diversos tipos de ração (farelada, peletizada e extrusada), seus componentes e formulação. Os procedimentos de despesca e comercialização, prevenção contra as doenças dos peixes e a legislação da piscicultura em Mato Grosso também merecem destaque em suas páginas. De acordo com Adair de Moraes, o livro é um relato de suas experiências bem e mal sucedidas, e visa trazer explicações de fácil compreensão de cada procedimento utilizado em uma piscicultura bem sucedida. Por isso mesmo, o Governo do Estado do Mato Grosso está dando todo o apoio ao lançamento da publicação, que será distribuída gratuitamente para os produtores rurais da agricultura familiar, pelos Consórcios Intermunicipais de todo o Estado do Mato Grosso. Mais informações, com o autor, através do e-mail: [email protected]

Relatório Técnico do Seminário Nacional de Prospecção de Demandas da Cadeia Produtiva da Pesca PROSPESQUE

A publicação é o documento final do primeiro Seminário Nacional de Prospecção de Demandas da Cadeia Produtiva da Pesca (Prospesque), promovido pela Embrapa em parceria com o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), entre os dias 27 e 29 de junho de 2012, em Palmas –TO, e que reuniu especialistas nas quatro modalidades do setor pesqueiro brasileiro: pesca artesanal continental, pesca artesanal marinha, pesca esportiva e pesca industrial. Os debates giraram em torno das principais demandas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico (P&D) que o setor enfrenta atualmente. O estudo, contou com a participação de cerca de cinquenta especialistas da área da pesca extrativa e teve como objetivo levantar e priorizar demandas de pesquisa e desenvolvimento para o setor pesqueiro, em âmbito nacional, além de contemplar as particularidades das cinco regiões político-administrativas brasileiras. O relatório, segundo afirma Carlos Magno, chefe geral da Embrapa Pesca e Aquicultura, é um retrato panorâmico da pesca brasileira com suas principais demandas e necessidades. “O Prospesque é um pequeno leme que deve direcionar o desenvolvimento pesqueiro brasileiro nos próximos anos e um marco histórico para o setor, considerando especialmente a dimensão e a diversidade desse “continente” chamado Brasil”, completa ele. A publicação de 88 páginas e 1 mil exemplares em sua primeira edição, é considerada como o mais abrangente relatório já feito sobre as demandas de pesquisa do setor pesqueiro nacional. Os interessados podem acessar para download da versão digital, no site da Embrapa Pesca e Aquicultura no endereço eletrônico: http://cnpasa.sede.embrapa.br/downs/RP2012.pdf.

Limnocultura – Limnologia para Aquicultura

Atualmente, há grande escassez de literatura especializada, escrita em português, sobre a aplicação dos conhecimentos básicos da limnologia na resolução de problemas práticos de qualidade de água e de solo em aquicultura. Buscando preencher essa lacuna, o professor do Departamento de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Ceará, Marcelo Sá, lançou recentemente o livro “Limnocultura – Limnologia para Aquicultura”, publicado pela Editora da UFC (Edições UFC). Através de quatorze capítulos, esta obra apresenta a estudantes, professores, técnicos, pesquisadores e produtores de peixes e camarões cultivados, temas básicos sobre essa importante área do conhecimento. Abordando de forma interdisciplinar questões relevantes sobre oxigênio dissolvido, pH, gás carbônico, alcalinidade, dureza, amônia, nitrito, fósforo, capacidade de suporte, matéria orgânica, produtividade primária, ferro e salinidade da água, o autor transmite aos leitores os conhecimentos necessários para melhor compreensão desses temas. Além disso, apresenta as metodologias de laboratório que são empregadas na determinação daquelas variáveis limnológicas. Este livro é de grande importância para formação de uma sólida base em Limnocultura, indispensável para adoção de práticas produtivas ambientalmente sustentáveis em Aquicultura, que estejam embasadas no conhecimento científico atualmente disponível. O leitor, com dúvidas sobre aspectos da Limnologia para Aquicultura (Limnocultura), encontrará nesta obra as explicações e respostas apresentadas de forma clara e simples. O livro de 218 páginas está sendo vendido na cidade de Fortaleza – Ceará, ao preço de R$ 30,00 (trinta reais). Mais informações e pedidos de exemplares podem ser feitos diretamente ao autor em [email protected] ou [email protected]