Lançamentos Editoriais – Edição 50

A Sustentabilidade da Piscicultura no Triângulo Mineiro: Subsídios para a sua avaliação

O rápido e desregulado crescimento da piscicultura nos últimos anos, criou a necessidade de estudos mais abrangentes sobre os seus impactos ecológico-ambientais e sócio-econômicos. Este foi o tema escolhido por Flávio Sérvulo Arantes Moreira, que orientado por José Flôres Fernandes Filho apresentou sua dissertação ao Curso de Mestrado em Desenvolvimento Econômico da Universidade Federal de Uberlândia- MG, como requisisto à obtenção do título de Mestre em Desenvolvimento Econômico.

Este trabalho foi publicado pela universidade mineira e apresenta informações que resultaram de uma pesquisa de campo junto a técnicos, extensionistas e pesquisadores e também com piscicultores em diversos municípios desta região, buscando identificar os principais fatores comprometedores da sua sustentabilidade, de forma a delinear estratégias de promoção de seu desenvolvimento.

No trabalho, além do Triângulo Mineiro, foi incluída também a região do Alto Paranaíba, onde foram visitadas instituições e pisciculturas em dezessete municípios da região. A pesquisa revela ainda que foram observadas inúmeras inadequações quanto à infra-estrutura e operacionalização, mesmo nos projetos comerciais, que parecem agravar o impacto ecológico- ambiental quando os recursos hídricos não são usados de forma adequada, como a emissão de efluentes, a falta de profilaxia ou o crescente uso de substâncias tóxicas. Contatos com o autor poderão ser feitos pelo fone: (034) 238-6889 e fax: (034) 238-1330.


Glossário de Aqüicultura

A Imprensa Universitária da UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco lançou neste final de ano a publicação “Glossário de Aqüicultura”.

Os autores, o engenheiro de pesca Antônio Lisboa Nogueira da Silva da UFRPE, e o biólogo Raimundo Anderson Lobão de Souza da Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, apresentam no glossário 558 verbetes, organizados em ordem alfabética e devidamente acompanhados de sua versão na língua inglesa. São 100 páginas, algumas ilustradas com desenhos elucidativos que se destinam a todas as pessoas interessadas em aqüicultura, onde os autores alcançam o objetivo de contribuir para a divulgação e padronização da terminologia empregada nesse campo de conhecimento.

Quem desejar adquirir o “Glossário de Aqüicultura”, que custa R$ 5,00 incluindo a remessa, deve solicita-lo através da UFRPE – Departamento de Pesca – Apoio Didático. Rua Dom Manoel de Medeiros s/n Bairro Dois Irmãos – CEP 52171-030 Recife-PE ou e-mail: [email protected]


Criação Comercial de Mexilhões

Um barco naufragou em uma região deserta da Bretanha francesa no início do século XIII e, de sua tripulação composta de três irlandeses sobreviveu somente o comandante Patrick Walton. Durante o período de tempo em que permaneceu abrigado, o comandante Walton sobreviveu graças à caça e a pesca, ao utilizar entre outras armadilhas uma série de postes de madeiras fincados na praia, entrelaçados com pedaços de redes de pesca e cordas, na tentativa de capturar aves marinhas.

Nas estacas e redes que ficavam submersas durante as marés altas, ele observou a fixação de uma grande quantidade de mexilhões, dos quais também passou a se alimentar. Mais tarde, e já resgatado, divulgou sua descoberta por outras regiões da França e na Grã-Betanha, dando início assim à atividade da criação de mexilhões.

Com essa versão o engenheiro agrônomo Hélcio L. A. Marques apresenta ao leitor o seu livro “Criação Comercial de Mexilhões” lançado pela Editora Nobel. O livro, que interessa tanto ao público leigo ou especializado divulga a mitilicultura através de métodos claros e objetivos, mostrando todas as etapas necessárias para o sucesso no cultivo de mexilhões, bem como a documentação necessária para a sua regulamentação.

O texto bastante acessível é ilustrado com fotos, tabelas e desenhos e, aborda os aspectos biológicos e ecológicos da atividade, desde a sua produção até a comercialização do produto. Possui endereços úteis de fornecedores de material e equipamentos para o cultivo, além de apresentar receitas tradicionais de preparo.

Mais informações sobre o livro podem ser adquiridas na Central Nobel de Atendimento ao Consumidor através do fone: (011) 876-2822 ramais 259 e 248 ou pelo fax: (011) 876-6988. A Editora Nobel possui ainda uma página na Internet: www.livrarianobel.com.br


Anais do IX Simbraq – Sete Lagoas-MG/1996

Durante o Aquacultura Brasil’98, realizado em Recife-PE foi iniciada a distribuição do fascículo especial do Boletim do Instituto de Pesca (vol. 24 – especial), contendo os Anais do IX SIMBRAq – Simpósio Brasileiro de Aqüicultura, encontro realizado em Sete Lagoas – MG em outubro de 1996.

Habitualmente os Anais são distribuídos logo após a ocorrência do Simpósio, que acontece a cada dois anos. Desta feita, a demora para a publicação deveu-se ao fato de, pela primeira vez, os Anais de um SIMBRAq terem sido publicados em uma revista indexada pelo ISSN (sob o número 0046-9939), num trabalho que contou com toda a dedicação da pesquisadora Maria José Tavares Ranzani-Paiva.

Este fascículo especial é dedicado ao IX evento organizado pela ABRAq -Associação Brasileira de Aqüicultura, que na ocasião contou com aproximadamente 400 participantes, graduados e graduandos nas áreas de zootecnia, biologia, agronomia, engenharia de pesca, ecologia, medicina veterinária, além de criadores e representantes de indústrias, vindos de diversos estados do Brasil e do Exterior. Nos 3 dias do IX SIMBRAq, foram apresentados 175 trabalhos científicos sobre limnologia, produção, reprodução, genética, alimentação, manejo, patologia e comercialização de moluscos, crustáceos, peixes e rãs; discutiu-se a aqüicultura seus processos de produção e novas tecnologias.

O Boletim Especial publica na sua apresentação a íntegra da “Carta de Sete Lagoas para a Aqüicultura” elaborada no final do IX SIMBRAq, e que relaciona os principais problemas e as oportunidades detectadas para o desenvolvimento da atividade. Aos interessados no Boletim Especial do Instituto de Pesca (volume 24 – especial), o endereço do Instituto de Pesca é: Av. Francisco Matarazzo, 455 – CEP 05031-900 – São Paulo – SP – fone: (011) 864-6300 ramal 2037, fax: (011) 864-0117.


Catálogo “Microalgas de viveiros estuarinos de cultivo de camarão”

A EMPARN – Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, que desde 1980 vem realizando trabalhos de pesquisa com a carcinicultura, lançou em novembro passado o Catálogo “Microalgas de Viveiros Estuarinos de Cultivo de Camarão”, contendo um rico acervo das microalgas existentes nos viveiros de camarão de fazendas implantadas no estado. A equipe de ficologia do Projeto Camarão da EMPARN ao reconhecer o importante papel das microalgas no cultivo de camarão, vem realizando pesquisas voltadas para o conhecimento das populações que ocorrem nos viveiros, numa tentativa de oferecer subsídios para o conhecimento da qualidade da água, de forma a contribuir para o sucesso do cultivo.

As microalgas planctônicas representam elementos de suma importância nos ecossistemas aquáticos, pois se constituem nos principais produtores primários das quais depende a sobrevivência de todo o resto da cadeia alimentar. O conhecimento taxonômico e ecológico de tais populações é um passo fundamental para o esclarecimento das condições ambientais e das inter-relações tróficas que se processam nesses ecossistemas.

O catálogo onde estão ilustradas as diversas formas de microalgas foi estruturado para facilitar a consulta por parte daqueles que exercem atividades de aqüicultura e ligados ao estudo do meio ambiente, estreitando assim, os laços entre a pesquisa e a prática. Para obtenção de exemplares bem como informações sobre o catálogo, o leitor deverá entrar em contato com Dilma – Projeto Camarão/ EMPARN pelos fones: (084) 211-4464 ou 214-4255, fax: (084) 221-4925, e-mail: [email protected]


Cadernos de Ictiogenética 4

A USP – Universidade de São Paulo, através do Departamento de Biologia do Instituto de Biociências, lançou no final do ano passado mais um Caderno de Ictiogenética aplicado à piscicultura, uma publicação destinada a divulgação de temas da área de genética de peixes. Neste Caderno 4, cuja responsabilidade da coordenação é de Silvio de Almeida Toledo Filho o tema é “Programas genéticos de seleção, hibridação e endocruzamento aplicados à piscicultura”. São apresentadas e discutidas as metodologias de manipulação genética de peixes, por seleção, hibridação, e endogamia, tradicionalmente usadas em plantas e animais.

Nos tópicos finais de cada um dos itens, são indicadas algumas recomendações práticas, baseadas em projetos do Laboratório de Genética de Peixes do IB/USP de Botucatu – SP em conjunto com o Centro Nacional de Pesquisa de Peixes Tropicais do CEPTA/IBAMA de Pirassununga – SP, Projeto Pacu e Estação de Salmonicultura do Instituto de Pesca de São Paulo em Campos do Jordão. Além de Silvio Toledo, participaram do trabalho Lourdes Foresti, Fausto Foresti, Daniela Calcagnotto, Soraia Fonteles Santos e Geraldo Bernardino. Mais informações sobre o caderno de Ictiogenética poderão ser adquiridas no Laboratório de Genética de Peixes do Departamento de Biologia da USP fone (011) 818-7584, fax (011) 818- 7553 email: [email protected]