Notícias & Negócios – Edição 132

OUTORGA – O governo de Alagoas, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, expediu outorga de direito de uso dos recursos hídricos para a instalação do projeto de piscicultura da barragem Vitor Wanderley, localizada no entorno da Usina de Coruripe. A informação foi anunciada por Miguel Alencar, gestor do APL Piscicultura Delta do São Francisco, um programa coordenado pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento (SEPLANDE), Secretaria de Pesca e Aquicultura (SEPAQ), em parceria com o SEBRAE de Alagoas. O projeto é composto por 210 tanques rede de 4m3, que segundo estimativa técnica, têm capacidade de produção de 210 toneladas de tilápias/ano. Serão diretamente beneficiadas 30 famílias de pequenos produtores que fazem parte da Associação de Ostreicultores de Barreiros de Coruripe – Aobarco, que há 10 anos atua no cultivo de ostra.

MOLUSCOS CATARINENSES – O MPA entregou durante o 1º Encontro de Maricultores de Florianópolis, contratos que transferem aos maricultores o direito de uso de espaços aquícolas para implantação das áreas destinadas ao cultivo de moluscos no litoral catarinense. O evento realizado em agosto na capital catarinense teve como principal objetivo debater os problemas atuais da maricultura, que impedem o aumento da produção de ostras e mariscos do Estado. As áreas fazem parte dos parques aquícolas demarcados em Santa Catarina, localizados nos municípios de Florianópolis, Penha, Biguaçu, Balneário Barra do Sul, Balneário Camboriú, Bombinhas, Governador Celso Ramos, Itapema, Palhoça, Porto Belo, São José e São Francisco do Sul. Segundo a secretária de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura, Maria Fernanda Nince Ferreira “a medida resultará em melhorias na geração de emprego e renda para o setor”.

PIRARUCU AIKÔ KAI – Foi divulgado no Japão, ao Embaixador do Brasil em Tókio – Marcos Galvão, o Grupo Amigos do Pirarucu (Pirarucu Aikô Kai em japonês), criado em 2011, pelo ex-diretor de Marketing da ABRAq – Associação Brasileira de Aquicultura e atual assessor da Presidência da Sansuy S.A. Ind. de Plásticos, Yasuyuki Hirasaki ([email protected]). De acordo com Hirasaki que também é Presidente do Grupo, foi com o objetivo de estreitar o relacionamento entre piscicultores, empresários e instituições científicas ligadas ao cultivo do pirarucu, que formou-se o grupo de mais de 30 participantes. “Novos integrantes são muito bem-vindos”, diz entusiasmado, Hirasaki, contando que o pirarucu já é servido nos melhores restaurantes japoneses de São Paulo, onde é oferecido em forma de “sashimi” em substituição ao robalo.

PEIXE ENLATADO – O Grupo de Estudos de Manejo na Aquicultura (GEMAQ), do curso de Engenharia de Pesca do campus de Toledo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) desenvolveu “o peixe enlatado”, um produto inédito no Brasil, de acordo com o coordenador do GEMAQ, professor Aldi Feiden, e a pesquisadora Ana Maria da Silva. A criação do produto partiu da sardinha enlatada, que é um dos produtos de peixe mais consumidos no país. “Se com a sardinha é possível, por que não com outras espécies? “questiona Aldi Feiden, explicando que já foram enlatados peixes, como o bagre africano, a carpa, a tilápia e o pacu, entre outros. Dentre as vantagens de se enlatar peixes está o fato de que mesmo os animais de tamanho abaixo do padrão de abate, e por isso mesmo de preços mais em conta, podem ser utilizados no processo. Para desenvolver a pesquisa sobre enlatamento de peixe de forma mais aprofundada o GEMAQ pretende conseguir o apoio do Ministério da Pesca e Aquicultura. “É preciso aparelhar o Centro de Pesquisas em Aquicultura Ambiental (CPA) da UNIOESTE para darmos continuidade ao estudo, já que essa é uma tecnologia nova. O processo de enlatamento é considerado ainda muito caro”, diz Feiden, que acredita que o enlatamento poderá transformar a região Oeste em uma referência nacional na produção de peixes de água doce.

VENDA SÓ COM SIE – A partir de agora, todos os estabelecimentos varejistas que vendem pescado no Estado do Ceará devem ter, obrigatoriamente, sobre a embalagem dos produtos, o selo do Serviço de Inspeção Estadual – SIE. A medida adotada pela Secretaria de Pesca e Aquicultura do Governo do Ceará atesta a qualidade dos produtos e protege o consumidor, que passa a dispor de pescados inspecionados por um órgão competente. Em Fortaleza já foi adotada na merenda escolar a carne mecanicamente separada de pescado certificada pelo Ministério da Agricultura. A medida é pioneira no Brasil. Ano passado, foram consumidas nas escolas públicas da capital cearense 220 toneladas de carne de pescado mecanicamente separada. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma criança em fase escolar deve consumir semanalmente 250 gramas de pescado, um quilo por mês ou oito quilos por ano. Em Fortaleza, atualmente, os alunos consomem menos de 1 kg/ ano.

PESCADO: DÁ ÁGUA NA BOCA E FAZ BEM PRA SAÚDE – Este é o slogan do Ministério da Pesca e Aquicultura para a campanha da Semana do Peixe 2012. A 9ª edição da Campanha Nacional de Promoção do Consumo de Pescado vai integrar de 3 a 16 de setembro, em todo o país, a cadeia produtiva, distribuidores, consumidores, e governos estadual e federal. Como de praxe, a Semana do Peixe 2012 contará com o apoio de redes de supermercado, feiras, mercados públicos, bares e restaurantes, e, principalmente, dos consumidores. Durante os 15 dias, peixes de várias espécies serão vendidos a preços mais acessíveis, diretamente dos produtores aos consumidores em feiras e caminhões espalhados em diversas regiões do país. No Rio de Janeiro, pescadores da Cooperativa Propescar de Angra dos Reis e da Associação de Pregoeiros do Rio de Janeiro doaram aproximadamente duas toneladas de peixe para moradores de comunidades carentes.

TILÁPIA CERTIFICADA ASC – A Aquaculture Stewardship Council (ASC) anunciou o lançamento de sua marca comercial independente para alimentos de origem aquática responsavelmente cultivados. A tilápia da Indonésia é o primeiro peixe de cultivo certificado por cumprir com o padrão ASC, reconhecido pelo uso do selo na embalagem. O selo serve como uma referência para os consumidores de que o peixe que compram é cultivado de forma responsável e que os impactos ambientais e sociais adversos são minimizados. A ASC é uma iniciativa internacional independente organizada pelo World Wide Fund for Nature (WWF) e a Sustainable Trade Initiative (IDH). As fazendas certificadas com o selo ASC limitam seus impactos sobre o meio ambiente contra os efeitos da contaminação da água, o uso de produtos químicos e antibióticos, e as fugas de peixes cultivados. Eles também seguem as normas que promovem as condições sociais dos trabalhadores e das comunidades locais.

AQUAPESCABRASIL 2012 – Realizado pelo Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região (Sindipi) em parceria com Bahia Pesca e Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia (Seagri), o Aquapescabrasil 2012 – Feira Internacional da Pesca e Aquicultura vai reunir, de 7 a 9 de novembro, em Salvador – BA, os maiores nomes dos dois setores. Nos dias 8 e 9 de novembro, em paralelo à Feira, será realizado também o III Simpósio Internacional de Aquicultura e Pesca – SIAP BRASIL, evento científico ligado a aquicultura e pesca da América Latina. O SIAP BRASIL está sendo concebido pelos organizadores com grades específicas de forma a discutir os assuntos relacionados à pesca e à aquicultura de formas distintas. O simpósio será dividido nos auditórios de “Carcinicultura marinha”, “Pesca”, “Piscicultura de água doce” e “Piscicultura marinha”, permitindo que o participante possa fazer sua programação e também visitar a Feira. Durante o SIAP BRASI, especialistas brasileiros e internacionais debaterão sobre produtividade, sustentabilidade e perspectivas do mercado, tanto de pesca quanto de aquicultura. Uma das palestras mais esperadas da aquicultura é a do professor Don Lightner, da Universidade do Arizona, que abordará o tema “Estratégias mundiais para o combate ao vírus da Síndrome da Mancha Branca”. O III SIAP contará também com a apresentação de trabalhos científicos, que serão organizados dentro de cinco categorias: Aquicultura de Água Doce, Maricultura, Pesca Industrial, Pesca Artesanal e Tecnologia do Pescado. O segmento de supermercados também entrará nas discussões. Já confirmaram a participação nos debates sobre comercialização de pescado, os representantes de redes como Grupo Pão de Açúcar e Walmart Brasil. Durante o evento, será lançado ainda o livro “Plataforma Nutriaqua – Base de dados sobre as exigências nutricionais de espécies de interesse para a aquicultura brasileira”, uma publicação pioneira no país, que será apresentada por Débora M. Fracalossi, presidente da Aquabio, e Rodrigo Roubach, Coordenador Geral do Ministério da Pesca e Aquicultura. A TAM oferece um desconto de 25% no valor das tarifas aéreas para os participantes da Aquapescabrasil 2012, mediante a apresentação do código promocional no momento da compra, que pode ser realizada diretamente pelo site www.tam.com.br (digitando o código 335344 no campo “Código promocional”) ou junto à agência oficial do evento, a Atlas Turismo (http://www.atlasturismo.com). Todas as informações sobre o evento estão no link: http://aquapescabrasil.com.br

EVIALIS REALIZA ENCONTRO TÉCNICO – Com o objetivo de aprimorar os conhecimentos de seus profissionais e difundir novos conceitos nutricionais, a EVIALIS, multinacional do ramo de nutrição animal, promoveu, no início de setembro, um encontro tecnológico sobre nutrição de camarões marinhos com suas equipes de carcinicultura. No evento interno, voltado para suas equipes de vendas das marcas Presence e maltaCleyton, foram apresentados resultados de pesquisas nos centros de P&D mundiais do Grupo em países como Vietnam e Brasil. “Este encontro promoveu o contato e a integração dos profissionais de vendas com pesquisadores e técnicos do Grupo. A troca de experiências e informações entre os times é essencial”, declarou Otavio Serino de Castro, Gerente de Produtos de Aquacultura da EVIALIS, empresa francesa, parte da InVivo Nutrição e Saúde Animal. A companhia atua no Brasil há mais de 70 anos por meio da marca Socil, e hoje trabalha também com as marcas Presence (que chegou ao mercado para substituir a marca Purina nos segmentos de grandes animais e animais de produção), InVivomix e maltaCleyton atendendo às exigências e necessidades específicas dos criadores.

PLANO SAFRA DO PEIXE – O plano safra para a área do pescado deverá destinar R$ 6 bi para estímulo à produção, capacitação e comercialização de peixes. O anúncio foi feito dia 3 de setembro pelo ministro Crivella que deseja que o Brasil deixe de ser importador de pescado para se tornar exportador.

RAÇÕES DO FUTURO – Especialistas de todo o mundo têm se dedicado à pesquisa de ingredientes alternativos, em substituição à farinha e ao óleo de peixe, utilizados na formulação de rações para peixes de cultivo. É grande a demanda do setor aquícola para encontrar novos ingredientes que melhorem a digestibilidade das rações, especialmente aqueles que incorporaram em suas formulações percentuais mais elevados de insumos vegetais. O tema foi debatido durante um simpósio sobre o uso de aditivos nas rações para peixes, realizado na sede da Fundação Cetmar em Vigo, onde pesquisadores da Espanha e Bélgica debateram sobre os últimos avanços nesta área. A conclusão é de que os probióticos naturais, que têm propriedades anti-inflamatórias e anti-bacterianas, podem desempenhar um papel importante na aquicultura, preparando os peixes para enfrentar os patógenos nas altas densidades de cultivo usadas atualmente. Na Ásia, por exemplo, as densidades de cultivo são de 3 a 4 vezes maiores que as utilizadas nos países da América Latina.

AGRONEGÓCIOS – A 36ª Exposição Estadual Agropecuária – GranExpoES 2012, realizada de 8 a 12 de agosto, no Pavilhão de Carapina, em Serra (ES) atraiu um público especializado, ao oferecer uma programação diversificada e atraente para diversas atividades do meio rural, cumprindo com a missão de contribuir para a melhoria da qualidade de vida no campo e para a modernização da produção. Os participantes técnicos, produtores e estudantes contaram com palestras, minicursos, conferências e seminários onde foram discutidos assuntos como gestão e política, agricultura familiar, associativismo e cooperativismo, meio ambiente, agricultura orgânica, aquicultura, uso da água, entre outros. Dentre os vários expositores presentes, estava a Nutriave Alimentos Ltda., que participou de forma atuante no evento apresentando novas tecnologias para a nutrição. A empresa apresentou ao público interessado em aquicultura, a ração Propescado Camarão, um produto desenvolvido especificamente para o cultivo do Macrobrachium rosenbergii.

RANICULTURA – Foi lançado o primeiro informativo sobre o Projeto da Rede de Ranicultura, liderado pela Embrapa Agroindústria de Alimentos (RJ), que pretende fortalecer a cadeia produtiva de rãs no Brasil e tornar o diálogo uma prática cada vez mais constante. A equipe responsável por esse projeto, que teve início em abril de 2012 e se estenderá até março de 2015, é composta por André Yves Cribb, Daniel Trento do Nascimento, Marcos Moulin, Murillo Freire e Priscila de A. Ianda e Castro (EMBRAPA), Andre Muniz Afonso (UFPR), Claudia Maris Ferreira Mosteiro (Instituto de Pesca de São Paulo), Flávio Lawless (Ranac), Izolda Martins Viriato (COOPERCRAMA), José Henrique Carvalho Moraes (EMATER), José Teixeira de Seixas Filho (FIPERJ), Luiz Carlos Dias Faria (Ranário Toca do Lobo), Mario Roberto Chim Figueiredo (FURG), Noé Ribeiro (Universidade Federal de Uberlândia), Paulo Osório da Silveira (EPAGRI) e Silvia Conceição Reis Pereira Mello (UNISUAM). Segundo o prof. Andre M. Afonso ([email protected]), o trabalho objetiva a construção de uma rede de interação e aprendizagem para a transferência de tecnologia na cadeia ranícola brasileira.