Notícias & Negócios_edição 03

SALMÃO DE ÁGUA DOCE – Peter e Lis Gottschalk, da Fazenda Campo Verde, em Wenceslau Brás – MG, acabam de aclimatar 20.000 alevinos de salmão (Salmo salar) oriúndos do País de Gales. A variedade importada cresce e se reproduz em água doce, dispensando a migração ao mar. Desta forma o Brasil inicia, em boas mãos, sua produção de salmões em águas interiores.

TROCA – TROCA I – A Fazenda Malásia, ex-Velmar, localizada no município fluminense de Silva Jardim, foi adquirida pelo grupo SPEC – Planejamento, Engenharia e Consultoria Ltda.. Atualmente com 13 hectares de área alagada espera, até o final do ano, estar com 30 hectares em produção.

TROCA-TROCA II – A CREVETTE, tradicional comercializadora de camarões da Malásia no Rio de Janeiro, também trocou de mãos e agora, além de camarões, também vende peixes e outros frutos do mar.

TRUTAS – O Brasil já produz cerca de 440 t / ano e tem potencial de expansão para 900 t / ano com os cerca de 40 truticultores já estabelecidos. Das atividades de destaque da ABRAT incluem-se o estudo do levantamento mercado do Estado do Rio de Janeiro e o projeto Selo de Qualidade da Truta Brasileira. O IV Encontro Nacional de Truticultores, realizado em dezembro último, teve como vedete a máquina de eviscerar trutas construida pelo associado Peter Gottschalk.

PROCURA-SE – Quem souber onde. conseguir ciclídeos africanos para criação ou onde conseguir matrizes de kinguio escreva para o Panorama.

PÓS-LARVAS – Está em fase final de construção, devendo entrar em operação no final de fevereiro, o laboratório de produção de pós-larvas de Milcrobrachium rosenbergii da AGRIL – Agropecuária do Riacho Ltda, no Espirito Santo. O biólogo Marco Antonio Mathias está à frente do projeto.

DÉBITOS – A ABRAQ informa que mais de 90% dos associados não pagam a anuidade há dois ou três anos. Vamos apoiar a nova diretoria saldando esta dívida com a associação, mesmo porque é uma obrigação e não um favor.

INTERCÂMBIO– Luís Claudio Chavez, que apresentou trabalho no III Simpósio Brasileiro sobre Criação de Camarão sobre efeitos iônicos e osmóticos na hemolinfa de camarões, quer contato com pesquisadores brasileiros que trabalham em fisiologia de camarão. O endereço é CP 4593, Guayaquil, Equador.

ABCC– A Associação Brasileira de Criadores de Camarões, antes voltada somente aos produtores de camarões marinhos, agora está aberta também a criadores de camarão de água doce e os interessados em associar-se devem escrever para Av. Desembargador Souto Maior, 46/sala 206 – 58020 – Centro João Pessoa – Paralôa.

APOIO À AQÜICULTURA– O laboratório de hidrologia da Universidade Santa Úrsula está preparado para realizar análises de água doce e salgada. Informações: 552-5422, ramal 168.