Notícias & Negócios_edição 42

NOVIDADES NA ABRAq – A Associação Brasileira de Aqüicultura-ABRAq convidou para ocupar a sua coordenação de marketing o Sr. Yasuyuki Hirasaki, assessor comercial da presidência da Sansuy. O convite foi aceito e a experiência de Hirasaki à frente da associação vai ajudar a promover ainda mais o desenvolvimento da aqüicultura brasileira, segundo José Augusto Ferraz, presidente da ABRAq. Mostrando a que veio, Hirasaki, em nome da Abraq, está convidando, junto com a Gessuli & Royal Dutch Fairs organizadores da IFA Brasil ’97, para uma reunião de debates sobre o tema “Tecnologia/Indústria e Comércio no Desenvolvimento de Mercado para a Aqüicultura Brasileira”. O debate, patrocinado pela Sansuy, será seguido de apresentação e degustação de produtos gerados pela aqüicultura e acontecerá durante a IFA Brasil ’97, no dia 16 de outubro às 19:00 no Pavilhão Branco do Expo Center Norte. Um sushiman especialmente contratado para ocasião estará preparando para degustação filés de tilápia vindos da Frigopeixe do Paraná; robalos e tainhas vindos da Fazenda Marinha Elisa da Conquista de Parati-RJ e, camarões da ABCC e da Capiatã de Alagoas.

LAS VEGAS – A Round Trip Turismo chama a atenção dos aqüicultores, que o congresso WAS ’98 em Las Vegas acontecerá nas vésperas do próximo carnaval. Isso significa aviões cheios, hotéis lotados e muitos brasileiros nos EUA. Quem não providenciar logo a sua reserva, provavelmente vai perder o maior evento anual da aqüicultura mundial e a oportunidade de conhecer Las Vegas, uma cidade fascinante e totalmente preparada para um turismo repleto de shows, espetáculos de rua e cassinos. Além disso, possui uma bela natureza de deserto com o Grand Canyon e o Lake Powel com sua paisagem lunar, bem ao lado. Informe-se sobre bons preços com Nelson ou Bernadete no telefone (021) 253-2716.

CONSCIENTIZAÇÃO – Sérgio Merenda, amigo dessa coluna e amante da natureza, nos lembra o quanto é importante cuidarmos do meio ambiente, a começar pelo lixo que geramos. Para que possamos melhor avaliar a necessidade desses cuidado, Merenda nos envia algumas informações importantes sobre o tempo de decomposição do lixo jogado no mar. Papel: 2 a 4 semanas; jornal: 6 semanas; caixa de papelão: 2 meses; caixa de leite longa vida: 3 meses; tecido: 6 meses; chiclete: 5 anos; ponta de cigarro: 5 anos; madeira pintada: 13 anos; corda de nylon: 30 anos; copo plástico: 50 anos; isopor: 80 anos; garrafa plástica: 100 anos; lata de alumínio: 200 anos; fralda descartável: 300 anos e, vidro e borracha: tempo indeterminado.

CEPTA 18 ANOS – Em 30 de setembro próximo o CEPTA/IBAMA atinge sua maioridade comemorando 18 anos de existência. Na ocasião o IBAMA transformará o CEPTA em Centro Nacional de Pesquisa de Peixes Tropicais, com autonomia técnica e administrativa e jurisdição em todo o território nacional. Segundo Geraldo Bernardino, Chefe do CEPTA, a transformação visa aumentar ainda mais a eficiência da entidade para gerar, adaptar e difundir os conhecimentos científicos e tecnológicos para a piscicultura.

VISITA TÉCNICA – O CEPTA/IBAMA e a Panorama da AQÜICULTURA irão promover no sábado dia 17 de outubro, uma visita às instalações do CEPTA em Pirassununga – SP, onde poderão ser vistos os projetos de pesquisa realizados pela instituição, que está comemorando seus 18 anos. Os 35 primeiros assinantes, interessados em participar dessa visita, que terá direito a almoço a base de peixes, poderão fazer sua inscrição gratuita durante a IFA BRASIL ’97, no Expo Center Norte, no stand da Panorama da AQÜICULTURA. O transporte também está incluído no convite.

CAUNESP – O Centro de Aqüicultura da UNESP – CAUNESP, está convidando para a solenidade de transmissão da função de Diretor do Centro à Professora Dra. Elizabeth Criscuolo Urbinati, que se realizará no dia 29 de setembro próximo no Campus de Jaboticabal. O CAUNESP oferece um programa de pós-graduação com mestrado e doutorado na área de aqüicultura, além de estágios de treinamento e cursos de extesão. O novo endereço eletrônico do Centro é: [email protected]

COMPESCAL – Em julho passado, foi inaugurada em Aracati – CE, a Carcinicultura Compescal. A fazenda cearense, de propriedade de Expedito Ferreira da Costa, possui 150 ha de viveiros e se dedica hoje exclusivamente a engorda de Penaeus subtilis e P. vannamei mas, para o futuro próximo, tem projetos de parceria com a empresa peruana Biologia Técnica S.A para a construção de um laboratório de larvicultura. Povoada em março com pós-larvas importadas do Peru, a Compescal, cujo investimento de implantação foi de 3 milhões de dólares, tem uma expectativa de produção para esse ano de 240 toneladas de camarões com 14 gramas e uma projeção para o ano que vem de 480 toneladas.

PARASITO DE PEIXES – Técnicas de coleta e processamento de parasito de peixes para determinação e estudo histopatológico, será tema do curso que se realizará nos dias 3 a 8 de novembro no Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – CECLIMAR. O curso, oferecido somente para 10 alunos, no balneário de Imbé, às margens da Lagoa de Tramandaí – RS, visa treinar estudantes, biólogos e técnicos nos procedimentos corretos para a coleta de parasitos de peixes vivos ou mortos em estações de piscicultura ou no desenvolvimento de projetos de pesquisa. O CECLIMAR fica aproximadamente a 1hora e 30 minutos de automóvel de Porto Alegre. Informações: Fone (051) 661-1309.

TAMBAQUI – A Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco – CODEVASF está utilizando tambaquis no peixamento de rios e açudes públicos com o objetivo de desencadear um amplo combate, de forma biológica, à esquistossomose. O peixe se alimenta de frutas, grãos e moluscos, entre eles o caramujo hospedei-ro do parasito Schistosoma mansoni. O tambaqui, desta maneira, interrompe o ciclo do parasito e essa ingestão no entanto, não prejudica o peixe nem a pessoa que dele se alimenta. A esquistossomose já atinge 70% dos municípios alagoanos.

CAMARÃO + TILÁPIA – Segundo dados da Associação Nacional dos Aqüicultores de Honduras – ANDAH, o cultivo de camarão marinho Penaeus vannamei e da tilápia vermelha Oreochromis sp. seu terceiro produto de exportação, movimentou no ano de 1996 um total de 77 milhões de dólares e espera alcançar até o final de 1997 a cifra de 100 milhões de dólares. Honduras é hoje o maior produtor e exportador do continente Centro-americano e a aqüicultura de acordo com a ANDAH, tem contribuído para o progresso social e econômico do país, que investe maciçamente em tilápias, atendendo ao mercado norte-americano, mas já de olho no mercado europeu.

CORAÇÃO – Pesquisadores americanos da Faculdade de Medicina de Chicago concluiram em suas observações que homens que comem peixe com freqüência têm um risco 42% menor de sofrerem enfarto do miocárdio. A pesquisa foi baseada no estudo com a alimentação de 1.822 funcionários da empresa Chicago Western Eletric, cujos participantes tinham entre 40 e 55 anos. Outros trabalhos anteriores já haviam demonstrado que os ácidos graxos existentes nos peixes ajudam a evitar a formação de coágulos nas artérias, melhorando a circulação sangüínea.