Números mostram crescimento do consumo de tilápia e catfish nos EUA

Os EUA ocupam o primeiro lugar nas importações de pescados no ocidente. Para o Brasil, representam um excelente mercado comprador já que o consumo norte-americano de espécies como a tilápia e o catfish, ambas cultivadas no Brasil, aumenta cada vez mais. Lá, as estatísticas que avaliam a produção e o consumo de pescados é feita várias vezes ao ano, e dão aos interessados a real idéia da oscilação do mercado, ao contrário do Brasil, onde nada é feito para se conhecer de perto os números de produção e consumo.

Tilápia

No primeiro semestre de 1996, as importações norte-americanas de tilápias cresceram 23% comparadas ao primeiro semestre do ano passado. Muito desse crescimento se deveu a maiores importações da Colômbia, Equador e Taiwan. O valor total das importações alcançou US$ 20.3 milhões, 32% a mais que o mesmo período no ano anterior. O preço médio da tilápia congelada também cresceu no mesmo período indo, de US$ 0.63 a libra (US$ 1.39/kg) no primeiro semestre de 1995, até os US$ 0.72 (US$ 1.59/kg) no primeiro semestre deste ano. Desta forma, segundo o USDA – o Departamento de Agricultura do governo norte-americano, a tilápia vem se transformando numa das espécies mais comuns de peixes, consumidas nos EUA.

A grande surpresa entretanto, ficou por conta do Equador, que alcançou o terceiro lugar no ranking dos fornecedores, atrás somente da Costa Rica e de Taiwan. O Equador é o maior fornecedor de camarões cultivados do ocidente e neste momento sua indústria de aqüicultura busca a diversificação. Em alguns casos, as tilápias já são produzidas em viveiros outrora utilizados para o cultivo de camarões.

Embora as importações de tilápias inteiras congeladas e filés frescos tenham aumentado nos EUA, as importações de filés congelados caíram 23% no primeiro semestre deste ano, em relação ao primeiro semestre de 1995.

Catfish

A produção de catfish norte-americano (Ictalurus punctatus) para este ano está projetada para 460 milhões de libras (209 mil toneladas), um pouco mais que a produção recorde de 1993. Ao longo dos primeiros oito meses deste ano, as remessas de peixe vivo enviadas às processadoras totalizaram 317 milhões de libras (144 mil toneladas), 4% a mais do que aquela enviada no mesmo período de 1995.

Os preços pagos em 1996 pelo catfish nas fazendas, ficarão ao redor de US$ 0.78 a libra (US$ 1.72/kg). Em 1994 e 1995, os preços foram virtualmente os mesmos, US$ 0.784 e US$ 0.786 a libra, respectivamente. Para o próximo ano, as expectativas apontam para uma queda nesses preços, já que o inventário dos peixes que estão neste momento sendo cultivados mostra altos estoques. Além disso, os piscicultores e comerciantes de pescados norte-americanos aguardam para 1997 uma grande concorrência das carnes de gado, suíno e frangos.