Piscicultores podem contar com lançamento editorial de qualidade

São raros os lançamentos editoriais voltados de fato para orientar e ajudar os produtores de organismos aquáticos. E não é por falta de títulos já lançados. Basta dar uma olhada nas bancas de revistas do centro do Rio de Janeiro, alardeando manuais sobre cultivo de peixes, camarões e rãs e suas promessas de enriquecimento fácil. Sem dúvida, a maioria desses manuais disponíveis reflete a mediocridade técnica ou, tão somente, a vocação caça níquel de seus autores.

Em 1992, num dos raros lançamentos editoriais sérios, os piscicultores foram brindados com o excelente trabalho “Piscicultura de Água Doce” do Prof. Newton Castagnolli e seus colaboradores do Centro de Aqüicultura da UNESP.

Dois anos se passaram e nova obra chega para trazer mais luzes aos conhecimentos dos profissionais, técnicos ou não, que trabalham com a piscicultura. Trata-se do “Manual de Piscicultura Tropical”, obra do zootecnista Carlos Eduardo Proença e do especialista em engenharia de aqüicultura Paulo Roberto Bittencourt, ambos do Dep. de Aqüicultur_ do IBAMA. E sem dúvida uma obra bem acabada sob todos os aspectos.

O livro de 195 páginas, editado pelo IBAMA, ilustrações a cores e desenhos a bico de pena, aborda em detalhes os procedimentos e manejos recomendados para um cultivo correto de peixes tropicais, principalmente. aqueles ligados a engorda.

Segundo o IBAMA, o livro está a disposição dos interessados em todas as Superintendências Estaduais, Esta ções de Aqüicultura, CEPTA e na Biblioteca Central do órgão ao custo de R$ 10,00.