UFRN oferta curso na modalidade EaD na área de Piscicultura – Inscrições abertas até 9 de agosto

Como medida de prevenção ao Coronavírus, sair de casa tornou-se uma tarefa a ser realizada somente quando necessária. É o que recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas com o programa “Novos Caminhos” do Ministério da Educação (MEC) é possível se qualificar para o mercado de trabalho, mesmo sem sair de casa.

O Novos Caminhos foi criado para fomentar a Educação Profissional e Tecnológica e, inicialmente, ofertaria cursos na modalidade presencial. A estratégia, no entanto, precisou se adaptar a atual situação sanitária do país, e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através do setor de Piscicultura da Escola Agrícola de Jundiaí estruturou um curso específico para esse momento.

Com objetivos de ampliar este conhecimento e contribuir para o crescimento econômico da atividade, o número de vagas que inicialmente seria pequeno e ofertado apenas de forma presencial, foi ampliado, e agora, qualquer brasileiro que tenha interesse na área de piscicultura poderá obter essa qualificação, e de forma gratuita.

Em função do novo número de vagas, também foi ampliado o público alvo. Assim, no início haverá um nivelamento da turma, dividindo-a em grupos menores, o que possibilitará que estudantes com objetivos em comum troquem experiências mais facilmente.

O foco principal continuará sendo produtores rurais que visam a possibilidade de implantar uma piscicultura. Entretanto, serão criadas turmas específicas de estudantes de cursos técnicos ou graduação na área; turmas de produtores com conhecimento mais avançado sobre o assunto, e até turmas destinadas a extensionistas e técnicos que já atuam na área e que tenham o objetivo de aprimorar seus conhecimentos.

Bons projetos só serão possíveis com o conhecimento a fundo das técnicas corretas de produção, do manejo adequado, das permissões ambientais, tendências de mercado, melhor aproveitamento da matéria prima do pescado.

Pensando nisso, o Curso “Aquicultor – Produção Comercial de Peixes (Piscicultura)” estabeleceu um conteúdo completo para o cultivo de peixes e, principalmente, contará com um grupo de professores com as mais diversas formações e com conhecimentos que abrangem toda essa cadeia produtiva.

Reunimos professores de várias Universidades do país, profissionais liberais que atuam há anos no setor, representantes do Governo atuantes especificamente nesta cadeia produtiva, entre outros. Todos empenhados em passar para os futuros alunos um conhecimento acumulado que permita, após o término do curso, a atuação direta no mercado de trabalho.

A oportunidade que esse curso traz, é algo inédito nesse país e será um marco para a capacitação dos futuros e atuais aquicultores. A intenção é que o curso seja bem prático, onde os alunos possam conhecer o passo-a-passo e as ferramentas necessárias para o desenvolvimento da piscicultura em sua região.

As aulas são ministradas através da plataforma de cursos online da UFRN, e o aluno tem a vantagem de montar o seu próprio horário de estudos, além de contar com um professor tutor que auxiliará nas dúvidas diariamente.

Inscrições

O curso é gratuito e as inscrições vão até o dia 9 de agosto. Mais informações e inscrições no site novoscaminhos.ufrn.br

O processo de matrícula é por ordem de inscrição, e as aulas iniciarão em agosto.

Número de vagas: 2500

Sobre a piscicultura

A aquicultura no país, especificamente a piscicultura, apresenta crescimento acima da produção de outros setores agrários e demonstra que vai continuar nesse ritmo pelos  próximos 10 a 20 anos. Atualmente, a produção aquícola no país é de aproximadamente 700 mil toneladas/ano e o Brasil ocupa a 13º posição no ranking mundial de produção. Em função das condições climáticas e de ambientes propícios para cultivo, o Brasil tem grande potencial para ocupar as primeiras posições nesse ranking, e a certeza é que o conhecimento é fundamental para a consolidação destes resultados.

Inscrições até 9 de agosto em novoscaminhos.ufrn.br