WAS 2003

Em visita à redação da Panorama da AQÜICULTURA, Dr. Craig Browdy (à direita), presidente eleito da WAS. Ao centro, o pesquisador da Fiperj – Ricardo Martino e, Jomar Carvalho Filho, editor da revista


Os olhos da comunidade aqüícola internacional estarão voltados para o Brasil em 2003. Uma reunião realizada em Salvador no final de março deu o quique inicial para a realização do World Aquaculture 2003 que acontecerá, de 19 a 23 de maio de 2003 no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. Na ocasião da reunião foram traçados todos os planos para que o evento no Brasil se realize com todo o êxito característico dos congressos da WAS – World Aquaculture Society, onde espera-se a presença de um número superior a 3000 pessoas, entre brasileiros e estrangeiros.

A conferência será presidida pelo Dr. Craig L. Browdy, pesquisador do Instituto de Pesquisa dos Recursos Marinhos do Departamento de Recursos Naturais do Estado da Carolina do Sul e presidente eleito da World Aquaculture Association para o período da realização do evento. Em sua recente passagem pelo Brasil, Craig Browdy esteve no Rio de Janeiro em visita a Revista Panorama da AQÜICULTURA, onde buscou informações sobre a atividade no País e falou dos seus planos para a realização do World Aquaculture 2003, cujo tema será – Avaliando o Potencial: aquacultura responsável para um futuro seguro, (Realizing the potential: Responsible aquaculture for a secure future) cujo logotipo, em sua opinião deverá ficar a cargo de um artista baiano. Segundo Browdy, já é possível perceber que a escolha do Brasil para acolher o World Aquaculture 2003 repercutiu tremendamente bem na comunidade aqüícola ao redor do mundo. Para ele, esse encontro de cientistas, produtores e fornecedores de produtos e serviços será uma tremenda oportunidade para a comunidade aqüícola mundial conhecer a extensão da aqüicultura brasileira, ao mesmo tempo que será criada uma plataforma internacional para trocas de informações científicas que ajudem a avaliar o potencial mundial visando o desenvolvimento de uma aqüicultura responsável para um futuro seguro. Browdy espera com isso que haja um significativo retorno por parte dos interessados e um grande apoio vindo de todos os segmentos da indústria aqüícola brasileira. Segundo ele, a WAS (Sociedade Mundial da Aqüicultura) está bastante animada com a oportunidade de realizar esse encontro mundial no Brasil, além de estar certa que de que a cidade de Salvador será uma excelente anfitriã para este evento.

Comitês

Na reunião realizada em Salvador foram criados três Comitês, sob a presidência do Craig Browdy (Conference Chairman). O Comitê Executivo (Steering Committee) ficou formado por: Itamar Rocha, Jorge Calderon, Manuel Carrillo, Max Magalhães Stern, Geraldo Bernardino, Jay Parsons e Wagner Valenti. O Comitê de Programação (Program Committee Co-Chairs) ficou a cargo de Jay Parsons e Wagner Valenti. O Comitê Local (National Organizing Committee) ficou composto por Geraldo Bernardino, Edemar Roberto Andreatta, Arnaldo Magnavita, Ronaldo Cavalli, Marcos Rogério Câmara, Eudes Correia, Adilon de Souza, Ricardo C. Martino, Rodrigo Roubach, Elizabeth C. Urbinati, Sergio Zimermmann, Alfredo Oliveira, Eurico Oliveira, Antonio Ostrensky, Julio Ferraz de Queiroz, Alberto Nunes, Patricia Abelin, Max Magalhães Stern, Miguel da Costa Accioly, Angélica Maria Araújo, Osires Melo e Patricia Fernandes, e presidido por Itamar Rocha. Além desses, um comitê organizador está sendo formado também pelo Capítulo Latino Americano da WAS, presidido por Jorge Calderon, e será integrado por representantes dos países da América Latina para coordenar as participações regionais no evento de Salvador.

Feira e Happy Hour

Nesta fase inicial do planejamento, espera-se que o World Aquaculture 2003 tenha de 10 a 12 sessões simultâneas ao longo dos seus quatro dias, incluindo sessões técnicas e outras voltadas para os produtores onde serão apresentados os últimos avanços na ciência e do negócio da aqüicultura em todo o mundo. Estão previstas também recepções, happy hours e visitas técnicas entre outras atividades. O evento contará com uma grande feira de produtos e serviços que funcionará nos primeiros três dias do evento.

Os temas sugeridos para as seções do World Aquaculture 2003 foram: nutrição e alimentação; sessões regionais sobre a aqüicultura no Brasil; reversão sexual (incubação artificial, recirculação); planejamento; sustentabilidade; manejo de viveiros; engenharia para aqüicultura; peixe ornamental; aqüicultura orgânica; certificação; aqüicultura familiar, com a participação das principais agências internacionais que dão suporte ao desenvolvimento da aqüicultura para pequenos produtores, entre eles o Banco Mundial, FAO, CDA, CERAD; métodos de cultivo alternativos; alimentos vivos; marketing; biodiversidade; tratamento de efluentes; algas e, a Aqüicultura na América Latina, que será discutida segundo os grupo de espécies ou por países.

Os organizadores do evento prometeram disponibilizar já nos próximos meses os detalhes da organização do evento no site da World Aquaculture Society em www.was.org.